Quarentena: aproveite o momento para dar fim à acne

Time de especialistas dá dicas para prevenir e tratar espinhas e cravos durante o isolamento social.

A acne é uma condição que exige comprometimento, persistência e, principalmente, tempo para ser tratada.

A acne é um problema que atinge grande parte da população, afetando mais de 90% dos adolescentes e metade dos adultos. Por isso, a busca por formas de dar fim a esse problema é grande. Apesar de existirem na internet inúmeras receitas que prometem acabar com as espinhas em pouco tempo, a acne é uma condição que exige comprometimento, persistência e, principalmente, tempo para ser tratada, o que muitos não possuem. Mas, como estamos passando mais tempo em casa devido à pandemia do Coronavaírus, vale a pena aproveitar esse momento para investir em cuidados capazes de auxiliar na prevenção e tratamento do quadro acneico, o que você pode conferir abaixo:

Invista no skincare – A melhor estratégia para dar fim à acne é apostar em uma rotina diária de cuidados com a pele. Então, aproveite o tempo em casa para realizar o skincare da forma correta. “Comece realizando a higienização da pele, o que deve ser feito com sabonetes específicos para o seu tipo de pele, ou seja, quem possui pele oleosa e com acne deve optar por sabonetes líquidos formulados com ativos seborreguladores. O ideal nesse momento é investir no uso de produtos mais suaves e evitar fazer uma fricção acentuada enquanto higieniza a pele para não causar agressões ao tecido”, aconselha a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Logo após, lembre-se de hidratar a pele com cosméticos formulados com ativos que controlem a oleosidade e reduzam a inflamação em veículos mais leve e fluidos, como séruns e géis. Uma boa opção é o Depore Mat, desenvolvido pela marca italiana de dermocosméticos Ada Tina Italy, que hidrata, reduz a oleosidade da pele e confere efeito matificante intenso e prolongado graças a sua exclusiva tecnologia Oil-Control, que garante toque seco e aspecto aveludado à pele.

Desestresse – O estresse está diretamente relacionado ao surgimento e piora do quadro acneico, já que, em momentos estressante, há uma maior liberação de cortisol que impacta na liberação de substâncias inflamatórias que pioram a acne. “Além disso, esse hormônio também piora a oleosidade da pele, pois estimula as glândulas sebáceas a produzir mais sebo, intensificando ainda mais o problema”, afirma a dermatologista e tricologista Dra. Kédima Nassif, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Associação Brasileira de Restauração Capilar. Por isso, aproveite esse momento para controlar o estresse. Tente dedicar parte do seu dia para fazer o que gosta. Procure práticas de autoconhecimento, como a meditação, leia ou cozinhe novas receitas.

Evite tocar no rosto – Além de evitar a transmissão do Coronavírus, evitar tocar o rosto também pode ajudar no tratamento e prevenção da acne. “As mãos estão em contato direto com sujidades. Logo, ao tocar o rosto, você pode transportar sujeira, óleo e bactérias que estão nas mãos para pele, o que favorece o entupimento dos poros e a inflamação, com consequente surgimento de cravos e espinhas”, alerta o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Pare de estourar as espinhas – Aproveite que não há necessidade de sair de casa e evite estourar as espinhas para fazer com que sumam mais rápido. Isso porque o hábito pode favorecer o surgimento de marcas e cicatrizes de acne. “Marcas de acne são manchas superficiais que ficam na pele após o quadro acneico e que podem adquirir um tom mais rosa ou marrom dependendo do tom de pele. Estas marcas não são cicatrizes e sim áreas de depósito de melanina que vão desaparecer com o tempo à medida que as células da pele forem se regenerando”, explica a dermatologista Dra. Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Já as cicatrizes de acne ocorrem quando o corpo tenta curar o rompimento da pele e das fibras de elastina e colágeno causados pela espinha inflamada. Apesar de existir a chance destas surgirem mesmo se você tratar a espinha do modo correto, as cicatrizes de acne são muito mais propensas a aparecerem se você não cuidar a espinha adequadamente, espremendo-a por exemplo, sendo que quanto mais inflamada a espinha, mais provável será a formação de uma cicatriz no local.” Para evitar esse tipo de problema, você pode investir em produtos que tratam a acne e favoreçam a regeneração da pele, como o Prosec, da Buona Vita. O sérum é formulado com probióticos, que ajudam a prevenir o agravamento das lesões, evitando complicações.

Cuide da alimentação – Há uma lista de alimentos que podem piorar a inflamação da acne, então devemos evitá-los, principalmente nesse momento em que estamos em casa e, logo, comendo mais. “De forma geral, devemos fugir de uma dieta que conta com excesso de farinha branca, rica em gorduras trans e frituras, pois esses alimentos pioram a saúde e nossa pele. Uma dieta mais gordurosa e com alto índice glicêmico vai fazer com que se tenha liberação de substâncias inflamatórias, que podem estar direta ou indiretamente relacionadas ao desencadeamento da acne”, afirma a Dra. Paola Pomerantzeff.

Por fim, lembre-se que, ao notar o surgimento do quadro acneico, o ideal é visitar um dermatologista, que poderá realizar uma avaliação de sua pele e identificar a causa do problema para indicar o tratamento mais adequado para o seu caso.

FONTES:
*DR. ABDO SALOMÃO JR: Doutor em Dermatologia pela USP (Universidade de São Paulo). É sócio Efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Membro da American Academy of Dermatology (AAD), Sociedade Brasileira de laser em Medicina e Cirurgia e do Colégio Ibero Latino Americano de Dermatologia. Professor universitário, Dr. Abdo Salomão Jr. ministra aulas nos principais congressos nacionais da especialidade. Além disso, já deu aulas na Austrália, Itália e Coréia do Sul. É uma referência em conhecimento de lasers e tecnologias para fins dermatológicos e estéticos. Diretor da Clínica Dermatológica Abdo Salomão Junior.

*DRA. CLAUDIA MARÇAL: É médica dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da American Academy Of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). É speaker Internacional da Lumenis, maior fabricante de equipamentos médicos a laser do mundo; e palestrante da Dermatologic Aesthetic Surgery International League (DASIL). Possui especialização pela AMB e Continuing Medical Education na Harvard Medical School. É proprietária do Espaço Cariz, em Campinas – SP.

*DRA. PAOLA POMERANTZEFF: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais. http://www.drapaola.me/

*DRA. KÉDIMA NASSIF: Dermatologista e Tricologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Associação Brasileira de Restauração Capilar. Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais, possui Residência Médica em Dermatologia também pela UFMG; realizou complementação em Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal, transplante capilar pela FMABC e em Cosmiatria e Laser pela FMABC. Além disso, atuou como voluntária no ensino de Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo. www.kedimanassif.com.br

#DeporeMat #AdaTinaItaly #Prosec #OilControl #BuonaVita #AAD #DASIL #SBD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*