Veja alguns protocolos de segurança para viajar a trabalho na pandemia

50% dos viajantes corporativos brasileiros esperam voltar a viajar a partir do último trimestre de 2020.

Faltam exatamente 3 meses para o fim de 2020. O ano que ficará marcado pelo coronavírus e o isolamento social. Muitas cidades brasileiras já flexibilizaram para o turismo, um dos nichos mais afetados desde o começo da pandemia. A taxa de desemprego registrada é a maior desde 2012. Logo, manter os consumidores, clientes e tentar novas parcerias torna-se necessário para a sobrevivência das empresas.

É neste momento que entram as viagens corporativas. Pequenas, médias e grandes empresas utilizaram, desde o começo da pandemia, plataformas online para a realização de reuniões. Entretanto, “Fechar acordos e tomar grandes decisões não são tarefas fáceis para serem executadas de forma online. O presencial pode ser um fator decisivo para fazer uma nova parceria e/ou conquistar novos os clientes”, afirma Juliana Queissada, CEO da Queissada Comunicação, agência de RP e Digital Full Service.

Mas, como viajar na pandemia?!

A Abracorp (Associação Brasileira de Viagens Corporativas) criou diversos protocolos de segurança e higiene para quem precisa viajar a trabalho. As medidas foram implantadas em aeroportos, agências de viagens, companhias aéreas, hotéis, locadoras, transfer, centro de eventos e demais entidades. Nos aeroportos, por exemplo, há proteções de acrílico nos guichês de check-in e despacho de bagagens. Há também adesivos de sinalização que o viajante faz para o embarque e desembarque de um voo, totens dispensadores de álcool em gel para higienização das mãos e avisos sonoros no momento do embarque para que não aconteça aglomeração. Outra medida que as companhias aéreas estão tomando é a organização da saída da aeronave: cada fileira desembarca em um período, assim não há aglomeração.

A empresa responsável pelo dado- 50% dos viajantes esperar viajar em Outubro, Novembro e Dezembro a trabalho – foi a Emprotur em parceria com a Secretaria de Turismo do Rio Grande do Norte. A pesquisa foi feita com 641 participantes de 18 estados brasileiros para compreender o mercado de viagens corporativas. A mesma pesquisa também revelou que 60% dos indivíduos acreditam que pelo menos metade das viagens a trabalho poderão ser substituídas por encontros online.

Caso você tenha que viajar a trabalho nesses último trimestre de 2020, veja as 5 dicas que a CEO do Queissada Comunicação, Juliana Queissada separou:

1) Certifique-se o alojamento que ficará na cidade-destino.

Seja um Airbnb ou hotel pesquise sobre o local. Investigue qual a sua classificação online, como é feita a limpeza, enfim converse com o proprietário/gestor do local. Ao chegar ao destino higienize os seus pertences: mala, mochila, e equipamentos eletrônicos.

2) Compre álcool em gel ao chegar na cidade-destino

Muitas companhias aéreas pedem para não levarmos álcool na mala. Devido ao risco de explosão. Ao descer no aeroporto, compre um álcool em gel e carregue sempre na sua mala de mão.

3) Lave as mãos com freqüência

Lembre-se de usar sabão, e lavar as mãos sempre. Principalmente ao manusear objetos de uso compartilhado, antes de se alimentar, em em locais com grande fluxo de pessoas como os aeroportos.

4) Evite tocar olhos, boca e nariz

Nunca toque o seu rosto se não estiver com as mãos higienizadas

5) Use máscara e segure a ansiedade

Faça uso da máscara no momento que estiver fora da sua casa até o local que irá se hospedar na cidade- destino. Lembre-se de respirar: a ansiedade pode ocorrer. Principalmente porque estamos vivendo algo perigoso para a saúde pública. Respire e procure atividades de relaxamento ao chegar na cidade – destino, vale: meditar, andar em um parque respeitando o distanciamento, e/ou cozinhando. Diminua o excesso de álcool nas bebidas que trazem ainda mais ansiedade neste momento.

#QueissadaComunicacao #Abracorp @Airbnb

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*