Vagas temporárias podem crescer 7% até o fim do ano

FCDLESP aponta que o setor de vestuário tende a contratar mais até o Natal e Black Friday pode ajudar no aumento de oportunidades.

Para os lojistas, o número de vagas temporárias deve crescer 7%, principalmente para o período da Black Friday e o Natal

Com a chegada do fim do ano, a busca por vagas temporárias pode ser uma ótima oportunidade para quem busca uma renda extra, recolocação no mercado de trabalho ou a chance de arrumar o primeiro emprego. Para os lojistas, o número de vagas temporárias deve crescer 7%, principalmente para as duas principais datas deste período: Black Friday e o Natal. Os dados são da pesquisa realizada pela FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo).

De acordo com a entidade, os setores que mais devem contratar são vestuário, como loja de roupas, sapatos e acessórios, além de eletrônicos, restaurantes e cosméticos.

Presidente da FCDLESP, Maurício Stainoff
Divulgação

“Até o final do ano está prevista a abertura de 40 mil vagas temporárias a mais em relação a 2018 em todo o Brasil, segundo levantamento da CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas), visto que o intuito do lojista é fazer a contratação de 4 a cada 10 colaboradores temporários. Outro ponto favorável é o saque do FGTS, que pode gerar um aumento nas vendas, uma vez que esse dinheiro extra pode ser considerado um valor a mais na conta do consumidor”, explica o presidente da FCDLESP, Maurício Stainoff.

No último dia 14/10/2019, foi assinado o novo Decreto de Lei do Trabalho Temporário (nº 10.060/2019), com o objetivo de esclarecer pontos importantes da modalidade e a diferença relacionada à terceirização. É de grande valia que os lojistas estejam inteirados desta informação disponibilizada pela Associação do Trabalho Temporário (ASSERTTEM), para assegurar que estejam dentro da nova lei.

A pesquisa foi realizada com a participação das principais CDLs do Estado de São Paulo, que enviaram dados locais, como o número médio de vagas que podem ser abertas, qual data tem mais representatividade quanto as contratações, o setor que mais tende a empregar e o possível motivo pela busca de vagas temporárias.

Região Metropolitana de São Paulo

A CDL de Diadema espera um aumento de 7% para as novas contratações. De acordo com o presidente da entidade, Marcos Vicente, a recolocação no mercado de trabalho é o principal motivo da busca por vagas, visto que as oportunidades de emprego podem ser maiores no Natal, seguido da Black Friday.

Em São Bernardo do Campo as expectativas são diferentes quando comparadas a outras localidades do Estado de São Paulo. “As vagas devem crescer cerca de 2%, mas acreditamos que a região pode ter uma média de 900 contratações até o fim do ano”, comenta o presidente da CDL, Marcello Alexandre.

Interior

Para o interior do estado há uma expectativa favorável para o aumento no quadro de funcionários das empresas. A CDL de Franca prevê um crescimento de 7%, com abertura média de 1000 vagas de emprego até o final do ano, para atender as demandas das compras entre a Black Friday e o Natal.

Já a CDL de Jundiaí estima que mais de 2 mil contratações podem ser feitas, principalmente no setor de vestuário.

Litoral

No litoral paulista, o Natal é a data mais esperada para o aumento das admissões, visto que para a região a recolocação no mercado de trabalho é o motivo mais expressivo no preenchimento das vagas.

O presidente da CDL de Santos, Nicolau Obeidi, estima um crescimento de 7%, com possibilidade de abertura de 800 vagas na região.

#FCDLESP #CDL #ASSERTTEM #CNDL #BlackFriday

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*