Sesc Belenzinho recebe curta temporada de Pele Negra, Máscaras Brancas

Espetáculo teatral da Cia de Teatro da UFBA (Universidade Federal da Bahia) é inspirado na obra homônima de Frantz Fanon, tem direção de Onisajé (Fernanda Júlia) e texto de Aldri Anunciação.

A encenação é baseada na obra de Frantz Fanon, adaptada por Aldri Anunciação e trata-se o primeiro espetáculo da companhia dirigido por uma mulher negra: Onisajé.

Pela primeira vez em São Paulo, Pele Negra, Máscaras Brancas será encenada pela Cia de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA) de 24 de janeiro a 2 de fevereiro de 2020 no Sesc Belenzinho. As apresentações acontecem na Sala de Espetáculos I da unidade, às sextas e sábados às 21h30 e domingos e feriados às 18h30.

A encenação é baseada na obra homônima de estreia de Frantz Fanon, adaptada por Aldri Anunciação. Fanon foi um importante psiquiatra, filósofo e ensaísta martinicano, que pesquisou sobre as consequências psicológicas da colonização e do processo de descolonização, considerando seus aspectos sociológicos, filosóficos e psiquiátricos.

Trata-se o primeiro espetáculo da companhia dirigido por uma mulher negra: Onisajé (Fernanda Júlia). Além disso, o elenco (e equipe de produção) é composta majoritariamente por negros e negras. São eles: Iago Gonçalves, Igor Nascimento, Juliette Nascimento, Manu Moraes, Matheus Cardoso, Matheuzza Xavier, Rafaella Tuxá, Thallia Figueiredo, Victor Edvani e Wellington Lima.

Para Onisajé é muito significativo ter uma equipe formada por artistas pretos e pretas. Ela ressalta que, como encenadora, estar dirigindo esse espetáculo é um espaço importante de afirmação, de empoderar o povo preto. “A fala de uma encenadora mulher, negra, lésbica, do interior do estado, de periferia, que fez parte e faz dessa universidade – graduação, mestrado e agora doutorado – afirma e comprova a necessidade de colocar as nossas questões em todos os espaços”, afirma.

Pele Negra, Máscaras Brancas brinca com elementos futuristas para falar sobre a tomada de consciência da negritude a partir do passado. Neste sentido, trilha sonora, cenário, figurino e maquiagem reforçam a discussão trazida na peça, com desenhos que misturam fontes sonoras, conceitos de afrofuturismo e alta-costura.

Serviço:

PELE NEGRA, MÁSCARAS BRANCAS
Cia. de Teatro da UFBA (Universidade Federal da Bahia)
De 24 de janeiro a 02 de fevereiro de 2020. Sextas e sábados, às 21h30 e domingos, às 18h30 *no sábado 25/01, feriado, a sessão será às 18h30
Local: Sala de Espetáculos I (70 lugares)
Ingressos: R$ 30,00 (inteira); R$15,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante) e R$9,00 (credencial plena do Sesc – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes. Venda online a partir de 14/01, à 12h e venda nas bilheterias das unidades do Sesc a partir de 15/01, às 17h30
Recomendação etária: 12 anos
Duração: 100 minutos

Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000.
Belenzinho – São Paulo (SP)
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento
De terça a sábado, das 9h às 22h. Domingos e feriados, das 9h às 20h.
Valores: Credenciados plenos do Sesc: R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional. Não credenciados no Sesc: R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional.

Para espetáculos pagos, após as 17h: R$ 7,50 (Credencial Plena do Sesc – trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo). R$ 15,00 (não credenciados).

Transporte Público
Metrô Belém (550m) | Estação Tatuapé (1400m)

#SescBelenzinho #UFBA #FrantzFanon #afrofuturismo #Onisaje #PeleNegraMascarasBrancas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*