Romance de fantasia traz batalhas de tirar o fôlego

Segundo volume da série Saga de um mundo despedaçado dá continuidade à jornada da elfa Riel e mantém ritmo narrativo do livro anterior.

Tudo começa em uma noite chuvosa, alguns meses após o quase fim do mundo, quando dois misteriosos viajantes, uma elfa e um humano, se cruzam numa caverna. Enquanto esperam a chuva passar, compartilham as surpreendentes histórias de suas jornadas e, a partir daí, inicia-se uma grande aventura rumo à metrópole Fvsaht, onde vivem os misteriosos seres elementais. Lá, a dupla e seus companheiros de diversas espécies enfrentam batalhas inimagináveis contra o terrível Ouroboros, o Engenhoso, e seus quatro lordes.

Neste segundo volume da série Saga de Um Mundo Despedaçado, da Editora SM, que dá continuidade, ainda que de modo não linear e com novos personagens, ao primeiro volume (O continente perdido), o escritor Ricardo Maciel dos Anjos mantém a trama envolvente, os diálogos bem-humorados e a complexidade emocional dos personagens, além das excelentes descrições de combate do livro anterior.

Pertencente à literatura fantástica, gênero muito atrativo ao público juvenil, a série tem inspiração em aventuras de RPG, sob influência da literatura de J. R. R. Tolkien, de mangás e animês. Para auxiliar o leitor a embarcar nesse universo, o livro traz um mapa, feito pelo ilustrador Rogério Coelho, que retrata com precisão e em detalhes a cidade de Fvsaht, e também um glossário das espécies e lugares mencionados ao longo da narrativa.

O autor

Ricardo Maciel dos Anjos nasceu em 1988, em Belo Horizonte, Minas Gerais. Escritor e tradutor, é graduado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais e mestre em Literatura Comparada pela Queen Mary University of London, Inglaterra. Entre os gêneros literários que mais admira estão o épico e o fantástico.

A editora

Fundada em 1937, a SM não se intitula uma empresa mas, sim, um projeto cultural e educativo com duas áreas de atuação plenamente integradas: em primeiro lugar, na elaboração e oferta de conteúdos e serviços educativos de prima excelência, sobretudo didáticos e de literatura infanto-juvenil, e, em segundo, no trabalho social realizado pela Fundação SM, que destina todos os recursos provenientes da atividade comercial da SM para melhorar a qualidade da educação e levar a docência e cultura aos setores menos favorecidos da sociedade. Focada no âmbito ibero-americano, a SM está presente em 10 países e são mais de 2.300 profissionais e voluntários se dedicando a este projeto. No Brasil, atua desde 2004.

HASHTAGS: #UmMundoDespedacado #RicardoMacieldosAnjos  #serieSaga #Saga #EditoraSM #FundacaoSM #SM

Deixe um comentário