Peeling de fenol: os riscos e os benefícios do procedimento estético que vem viralizando na internet

A
A epecialista em Harmonização Orofacial, a Dra. Karina Moreno.

Sucesso nas redes sociais, o peeling de fenol é uma técnica amplamente utilizada na medicina estética, representando um avanço significativo em tratamentos de pele e na qualidade deles. Ao longo dos anos, o uso do fenol passou por mudanças, passando de um simples agente bactericida com propriedades anestésicas para uma poderosa ferramenta de renovação celular e estímulo de colágeno.

Inicialmente, o fenol era aplicado com o intuito de anestesiar e desinfetar a superficie cutânea,  porém observou-se que sua descamação revelava uma melhora na pele . Esse fenômeno despertou o interesse dos profissionais da área para explorar suas propriedades nos campos da dermatologia e dos pacientes, que estão cada vez mais interessados no  método.

Especialista em Harmonização Orofacial, a Dra. Karina Moreno explica que tanto o peeling de Fenol quanto o de Ácido Tricloroacético (ATA), possibilitam a realização de peelings de médio a profundo acesso, promovendo uma intensa renovação das células. No entanto, somente peelings de média profundidade são realizados em consultório,  sendo os profundos somente em centro cirúrgico.

A doutora adverte que a técnica tem absorção sistêmica pela corrente sanguínea, o que leva á necessidade de uma avaliaçao detalhada da saúde geral do paciente para avaliar sua real necessidade. É uma técnica que estimula muito os fibroblastos, células responsáveis pela produção de colágeno, resultando em uma pele mais firme e rejuvenescida. Entretanto, ressalta que pacientes com doenças autoimunes, cardiopatias, complicações renais e/ou hepáticas não possuem recomendação de realizá-lo. O mesmo acontece com quem apresenta quadros de infecções ativas no rosto, herpes ou diabetes e hipertensão descompensadas.

A especialista ainda alerta: “Para garantir a segurança do procedimento, são necessários cuidados específicos, como a divisão do tratamento por áreas cosméticas, a fim de controlar a absorção sistêmica do fenol. Além disso, o pós-operatório requer atenção especial, com a proibição de exposição solar e uso adequado de protetor solar, bem como atenção especial ao surgimento de complicações como infecções bacterianas ou herpes”.

SERVIÇO:

Dra. Karina Moreno

Instagram:  https://www.instagram.com/dra.karinamoreno/

#PeelingDeFenol #Peeling #Fenol #ProcedimentosEstéticos #Estética #DraKarinaMoreno

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*