Pandemia em São Paulo se estabiliza e governo desativa hospitais

O estado exibiu índices com quedas expressivas em internações e óbitos.

Governador João Doria e sua equipe de secretários anunciaram redução nos óbitos e internações causadas pela Covid-19. (Foto: Governo do Estado de São Paulo)

Em coletiva de imprensa dia 25, no Palácio dos Bandeirantes, o Governador João Doria e sua equipe de secretários anunciaram redução de 14% nos óbitos e de 12% nas internações causadas pela Covid-19. O número de novos casos no estado também teve redução de 2%.

O estado atingiu a marca de cinco milhões de testes diagnósticos de Covid realizados. As taxas de ocupação de leitos de terapia intensa são as melhores já reportadas pelo Plano SP. Esta semana o índice alcançou 46% no estado. Com estes índices, abriu-se a possibilidade de que hospitais que focaram na pandemia possam ser desativados, como é o caso do hospital de campanha do Ibirapuera, cujas atividades se encerraram em 30 de setembro.

As informações foram fornecidas pelo governador e membros do Executivo estadual e do Centro de Contingência do Coronavírus durante evento na sede do Executivo paulista. A entrevista contou com a participação do governador João Doria e dos Secretários de Saúde, Jean Gorintcheyn, Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, Educação, Rossieli Soares, além do coordenador do Centro de Contingência da Covid-19, José Medina, de seu coordenador-executivo, João Gabbardo, e do presidente do Instituto Butantã, Dimas Costa.

O Hospital de Campanha do Ibirapuera encerrou suas atividades em 30 de setembro. O declínio da pandemia no estado e na cidade de SP permitiu ao Governo do Estado fechar o local, após cinco meses de atividade. Ele atendeu 3.200 pacientes com Covid. Pacientes de 106 municípios paulistas foram atendidos no hospital. Todos os equipamentos serão doados para unidades de saúde pública do estado e entidades assistenciais. É o último em operação entre os hospitais de campanha em SP.

“O declínio da pandemia em todo estado, mais acentuadamente na capital, permite que o Governo do Estado determine o fechamento do Hospital de Campanha do Ibirapuera, após cinco meses de atividades contínuas. O Hospital de Campanha do Ibirapuera atendeu quase 3,2 mil pacientes e foi fundamental no enfrentamento da COVID-19”, afirmou Doria.

Durante a entrevista, o Governador anunciou também a ampliação da testagem da vacina coronavac para mais quatro centros de pesquisa. São eles: Barretos (SP), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT) e Pelotas (RS). Assim, os voluntários do estudo coordenado pelo Instituto Butantan passarão de 9 mil para 13 mil pessoas. Os ensaios clínicos acontecem em 16 centros espalhados em 7 estados brasileiros e no DF.

#PalaciodosBandeirantes #Covid19 #InstitutoButanta #coronavac

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*