Maioria dos brasileiros gostaria de adotar energia solar em suas casas

A redução nas despesas da conta de luz é a principal vantagem do sistema fotovoltaico.

O mercado de energia solar vem crescendo consideravelmente no Brasil com o passar dos anos. Recentemente, o país subiu duas posições no ranking mundial de geração de energia solar, passando a ocupar a 6ª posição. Além disso, a matriz fotovoltaica já é a segunda mais utilizada no país, ficando atrás apenas da hídrica. O cenário acompanha o momento em que nunca foi tão importante a execução de ações sustentáveis e a utilização de energias limpas e renováveis em função dos eventos climáticos, que já são uma realidade.

Os números positivos estão relacionados com diversas iniciativas, algumas relativas a políticas de sustentabilidade do Brasil, outras com o momento econômico do país, mas muitas também estão associadas ao interesse do brasileiro em se aproximar das formas de energia limpa. Partindo de diversas motivações, 76% dos brasileiros entrevistados afirmaram que gostariam de colocar sistemas de energia solar em suas casas.

Em relação aos consumidores, um dos grandes atrativos está relacionado ao fato de que, a médio e longo prazo, existe a garantia de uma economia nas contas de energia. Não à toa, uma pesquisa da Descarbonize Soluções, empresa de soluções em energia, mostrou que 92% dos entrevistados enxergam a redução na despesa da conta de luz como a principal vantagem no momento de adquirir a energia solar.

Isso porque o retorno do investimento de um sistema solar normalmente se paga entre o período de três a cinco anos após o momento da instalação. A partir desse período, a energia gerada já deve cobrir todo ou grande parte dos gastos de consumo da conta de luz. Neste contexto, o estudo realizado pela Descarbonize Soluções buscou entender a relação dos brasileiros com as energias renováveis, especialmente a solar, além de testar o conhecimento da população sobre o tema.

INVESTIMENTO EM ENERGIAS RENOVÁVEIS

Iniciativas governamentais também servem de incentivo para o investimento em energia limpa no Brasil. Recentemente, foi assinada uma medida provisória que, entre suas deliberações, garante a prorrogação dos subsídios nacionais para energias renováveis. Em paralelo a um momento em que se acompanha um barateamento dos produtos para instalação de sistemas solares, tem-se um cenário bastante atrativo e mais acessível a todos que têm interesse no investimento em energia solar.

Além da economia nas contas, o avanço da energia solar no país também está associado ao interesse do brasileiro em se aproximar das formas de energia limpa. Segundo 62% dos respondentes da pesquisa, o interesse de aquisição dos sistemas solares está relacionado à busca de trazer um menor impacto para a natureza. Além disso, aparecem o desejo de se estar alinhado com as novas tecnologias (23%) e a intenção de aumentar o consumo de energia (18%).

Para além da grande parcela de entrevistados que afirmaram que gostariam de ter os sistemas fotovoltaicos – tecnologia utilizada para gerar energia elétrica a partir da irradiação dos raios solares – em seus lares, 15% disseram que já possuem os sistemas em suas casas, e outros 5% indicaram que não sabem como o sistema funciona, por isso não conseguem dizer se gostariam ou não de possuir a instalação em suas residências. Desta forma, apenas 4% dos respondentes disseram que não gostariam de adquirir os sistemas fotovoltaicos.

Mesmo com a intenção de possuir uma matriz energética limpa em suas casas, para muitos, o investimento financeiro é uma questão a ser bastante considerada antes da aquisição das placas e demais equipamentos que constituem o sistema solar. Neste sentido, 40% dos brasileiros entrevistados já fizeram uma simulação de investimento em sistemas fotovoltaicos, sendo que 34% dessa parcela fez simulações para suas casas; 7% buscaram as informações para outras pessoas, como amigos ou familiares, e 5% fizeram para suas empresas.

#EnergiaSolarResidêncial #EnergiaSolar #EnergiasRenováveis #EnergiasLimpas #Descarbonização  #DescarbonizeSoluções #Energia #Economia #DespesasDeLuz #Despesas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*