Investe Turismo desembarca em Alagoas para promover destinos da região

Ao todo, 30 rotas de todo o país serão contempladas com investimento inicial de R$ 200 milhões.
 
Maceió tem se tornado um dos destinos mais buscados pelos turistas no Brasil nos meses de junho e julho

Aprimorar os atrativos turísticos, qualificar os colaboradores do setor e realizar ações de promoção e marketing de seis destinos do estado de Alagoas. Esses são apenas alguns dos objetivos traçados pelo Programa Investe Turismo que chega nesta sexta-feira (09) a Maceió (AL). Além da capital, Maragogi, Barra de Santo Antônio, Japararinga, Porto de Pedras e São Miguel dos Milagres, que compreendem a rota “Maceió e Costa dos Corais”, receberão as iniciativas do programa desenvolvido pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Embratur e o Sebrae. Ao todo, 30 rotas de todo o país serão contempladas com investimento inicial de R$ 200 milhões.

No encerramento do seminário itinerante, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, comemorou os importantes avanços que o país já conquistou no setor em pouco mais de sete meses de gestão. “O turismo de negócios cresceu 14,7% e foram quase 5% a mais na geração de empregos no segundo trimestre. É com resultados como esses que tornaremos o turismo a principal mola propulsora para a geração de emprego e renda na economia brasileira”, complementou o ministro.

Ainda em seu discurso, Álvaro Antônio ressaltou a potencialidade do turismo em Alagoas para o desenvolvimento não só do estado, mas de todo o Brasil. “Maceió é uma capital que nos abraça como turista, com uma ótima hospitalidade, belas praias, entre outros quesitos. E o Investe Turismo vem para casar com isso e identificar ainda mais as oportunidades de investimentos”, finalizou.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e de Turismo de Alagoas, Rafael Brito, a participação do Ministério do Turismo foi essencial para a expansão que o setor vem tendo no estado. “Alagoas vive uma revolução no turismo. Temos a cada ano recebido mais turistas. Credito isso ao trabalho feito em parceira com o Ministério do Turismo, o estado, os municípios e o trade turístico”, afirmou Brito.

O diretor-superintendente do Sebrae-AL, Marcos Vieira, destacou a importância do lançamento do programa no estado. “É neste contexto que o projeto Investe Turismo se apresenta como uma oportunidade do setor se estruturar de forma mais arrojada, com um olhar no futuro. Os investimentos em infraestrutura são a garantia que o desenvolvimento do turismo de Alagoas se dará de forma sustentável”, concluiu.

Conhecida como o “Caribe brasileiro”, Maceió tem se tornado um dos destinos mais buscados pelos turistas no Brasil nos meses de junho e julho, de acordo com levantamento do Ministério do Turismo. A cidade, junto com Maragogi, foi o destino mais procurado pelos visitantes estrangeiros que vieram ao estado em 2018. A hospitalidade, o alojamento e a gastronomia foram os itens mais bem avaliados por eles, despertando em quase 90% a intenção de retornar a Alagoas.

AGENDA – Ainda em Maceió (AL), o ministro do Turismo foi conhecer o Centro de Atendimento ao Turista (CAT) Móvel da cidade. O automóvel foi adquirido pela prefeitura local com recursos, na ordem de R$ 292 mil, do Ministério do Turismo. Trata-se de um Master Furgão adaptado com ar condicionado, gerador, cortina de ar, além de possuir equipamentos eletroeletrônicos e eletrodomésticos, como smartphone, óculos de realidade virtual, TVs, notebook, mesa e cadeiras para atendimento interno e externo, além de totem com tablet.

“É um projeto muito interessante para a área do turismo. Ele dá todo o conforto para que o turista viva Maceió e possa ter toda a assistência necessária para voltarem mais vezes ao destino alagoano”, disse o ministro, após conhecer de perto a iniciativa.

INVESTE TURISMO – O programa Investe Turismo propõe a união dos setores público e privado para preparar e promover o serviço turístico em todas as regiões do país. As rotas turísticas estratégicas são o agrupamento da oferta turística de um ou mais municípios, para fins de planejamento, gestão, atração de investimentos e promoção.

Dentre os critérios utilizados para seleção das rotas, estão a participação de municípios incluídos no Mapa Brasileiro do Turismo 2018 e classificados nas categorias A, B, C ou D; ter destinos já promovidos em âmbito nacional pelo Ministério do Turismo e pelo menos um consolidado no mercado internacional; ter patrimônios mundiais da humanidade, eleitos pela Unesco.

INVESTIMENTOS – Desde a sua criação, em 2003, o Ministério do Turismo tem destinado recursos para aprimorar a infraestrutura turística em Alagoas. A Pasta já destinou R$ 211,9 milhões para cerca de 350 projetos que contemplam desde a modernização do aeroporto Zumbi dos Palmares e pavimentação de estradas até a construção de pontes. Além disso, a região teve um projeto aprovado com o Selo +Turismo que soma R$ 3,8 milhões em investimentos que darão uma maior infraestrutura aos visitantes. Em todo o estado, 2.144 prestadores de serviços turísticos já se encontram regularizados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério do Turismo.
 
#InvesteTurismo #Alagoas #Embratur #Sebrae #Cadastur #Unesco #MinisteriodoTurismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*