Gin tônica em lata promete movimentar o mercado de bebidas

Saborosa, prática e sustentável, a GINTA sabores já pode ser encontrada em restaurantes e bares do Rio de Janeiro.

A linha de produtos chega ao mercado com três sabores.

Desenvolvido por um grupo de quatro amigos da Zona Sul do Rio de Janeiro, um produto promete democratizar a indústria de drinks na cidade: a GINTA, nova gin tônica em lata. O objetivo é facilitar o consumo de destilados em diversas ocasiões, como em eventos, em casa ou na praia, oferecendo um preço mais justo e a mesma qualidade ao consumidor. A bebida já é vendida em diversos estabelecimentos da região, como o restaurante Sushimar Laranjeiras, o Mono Bar, o 3C TapHouse e o Delly Gil, por exemplo.

No tamanho ideal para um drink gelado, a latinha de formato 269ml sleek foi produzida pela Ball Corporation, maior fabricante de latas de alumínio do mundo. Segundo Hugo Magalhães, gerente de Marketing e Novos Negócios da Ball Embalagens para Bebidas América do Sul, a embalagem foi escolhida para gerar a melhor experiência de consumo ao público: “A Ball vem conectando suas expertises e realizando testes para designar o formato de lata correto para cada bebida. Acreditamos que um produto de qualidade, na embalagem certa, na dose certa e atendendo a ocasião de consumo a que se propõe, tem tudo para ser um sucesso para o consumidor”, explica.

Facilitando o acesso

Desenvolvida pelo mixólogo e bartender Nicola Bara – ganhador da etapa brasileira do Most Imaginative Bartender (MIB), da marca de gin Bombay Sapphire, e finalista do prêmio Chivas Masters 2018 – a linha de produtos chega ao mercado com três sabores: Clássico (limão siciliano, laranja e tangerina), Berries (romã, açaí, morango, cranberry e amora) e Ginger (mel e gengibre). Pronta para ser consumida, a receita desenvolvida mistura gim artesanal com uma microdestilaria e tônicas aromatizadas naturalmente.

Italiano radicado no Brasil, Nicola (29 anos) é bartender desde os 21 e já passou por restaurantes como o SubAstor e Teto Solar, além de ter trabalhado em estabelecimentos em Londres. Nicola juntou-se aos amigos advogados Jonas Maia, Paulo Oliveira e ao estudante de direito Brenno Tibães e, em agosto de 2018, lançaram a GINTA no mercado carioca. O grupo quer desmistificar a ideia de que a arte da coquetelaria precisa ser cara e de difícil acesso.

Após um estudo de mercado, os sócios entenderam que a lata é a embalagem que mais se encaixa aos valores da marca. Isso porque a latinha é mais amiga do meio ambiente, já que é 100% e infinitamente reciclável e, se descartada corretamente, volta ao mercado em apenas 60 dias. Além disso, é a mais reciclada do país, com uma taxa de reciclagem de 97,3%, enquanto o PET e o vidro seguem com 59% e 47%, respectivamente. Ela também facilita o transporte e é perfeita para eventos, já que não se fragmenta ao cair.

#GINTA #gintonicaemlata #gintonica #gin#BallEmbalagensparaBebidas #BombaySapphire #MostImaginativeBartender #SushimarLaranjeiras #ChivasMasters2018

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*