Deliciosas receitas portuguesas, com certeza!

Docente dos cursos de gastronomia do Senac EAD revela as influências da cultura portuguesa na culinária nacional.

A história entre os dois países foi marcada desde o início por ingredientes da gastronomia mundial.

Ontem, dia 10 de junho, foi comemorado o ‘Dia das Comunidades Portuguesas’, data escolhida pelo país para celebrar os principais movimentos culturais do país. Por isso, a data também homenageia o ‘Dia de Portugal’ e o ‘Dia de Camões’, um dos mais importantes poetas e precursor do movimento Classicista europeu.

Na atualidade, existem mais de 5 milhões de descendentes de portugueses no Brasil, considerando, filhos, netos e bisnetos. As particularidades culturais dos dois países foram mescladas e estão presentes em vários segmentos, entre eles: linguística, religião, festas populares, arquitetura e gastronomia.

Desse modo, alguns pratos típicos e populares entre a população brasileira foram trazidos por portugueses, e adaptados com ingredientes locais. Entre as receitas mais famosas, estão: a feijoada, bacalhau à Gomes de Sá, empadas, rabanadas e pão de queijo.

HISTÓRIAS E SABORES

A história entre os dois países foi marcada desde o início por ingredientes da gastronomia mundial. Algumas expedições lusófonas procuravam especiarias como: pimenta, gengibre, cravo, canela, noz moscada, açafrão, cardamomo e ervas aromáticas. Vale acrescentar que o rigoroso clima frio, impedia a plantação das espécies citadas.

Segundo o chef de cozinha e docente dos cursos de gastronomia do Senac EAD, Ken Francis Kairalla Kusayanagi, a influência da culinária portuguesa se destaca bastante na confeitaria nacional. “No preparo de doces há várias receitas que foram incorporadas na gastronomia brasileira, como por exemplo, o quindim. O preparo nacional leva coco ralado, enquanto a versão europeia utiliza amêndoas. A situação vale para outras sobremesas, como a queijadinha e a ambrosia”, explica o docente.

Outro produto de Portugal que foi aprovado e utilizado como ingrediente de preparos doces e salgados é o vinho do Porto. “A bebida tradicional foi empregada na produção de xaropes e gemada. Além disso, foi incluída em preparos que levam proteínas animais como carne bovina, aves e embutidos”, destaca.

Os vegetais mais consumidos entre os lusitanos são: batata, tomate, repolho e cebola. Esses produtos fazem parte da lista de compras da maioria dos brasileiros, não é verdade? O azeite de oliva é um capítulo a parte, pois, faz parte de quase todos os pratos portugueses.

COMPARTILHANDO TRADIÇÕES 

O docente Ken Francis compartilhou duas receitas portuguesas tradicionais, para quem deseja surpreender família e amigos com preparos saborosos. Bom apetite!

BACALHAU COM NATAS

Ingredientes:

½  kg de Bacalhau dessalgado
4 batatas grandes
100 ml de azeite
2 cebolas grandes
2 dentes de alho
50 g de manteiga
50 g de farinha
200 ml de leite
2 pacotes de natas (Creme de Leite)
Sal à gosto
Pimenta preta à gosto
75 g de queijo parmesão ralado

Preparo:

Observação importante: Dessalgar o bacalhau caso não seja dessalgado, trocar de água a cada 4 horas, de um dia para o outro.
1 – Cozinhar o Bacalhau por 10 minutos após levantar fervura. Deixe escorrer, separe 150 ml da água cozida do bacalhau.
2 – Descasque as batatas, corte em pequenos cubos e frite até dourarem ligeiramente.
3 – Refogue no azeite as cebolas cortadas redondas e o alho picado. Acrescente as lascas de bacalhau e os cubos de batata já fritos. Mexa.
4 – Para o molho bechamel (molho branco): em fogo baixo, derreta a manteiga, acrescente a farinha e misture muito bem até ficar uma pasta.Cozinhe por 1 a 2 minutos.
5 – Aos poucos, acrescente a água de cozimento do bacalhau, o leite e 1 pacote de natas (creme de leite) e cozinhe em fogo baixo, mexendo sempre com um batedor de claras (para não ficarem caroços), até engrossar, ficando cremoso. Tempere com sal e pimenta preta moída na hora e mexa.
6 – Acrescente o bechamel à mistura de cebola, bacalhau e batatas. Adicione meio pacote de natas e misture bem.
7 – Unte uma assadeira ou travessa com manteiga, coloque a mistura de bacalhau com natas, cubra com o restante pacote de natas, espalhando bem, e polvilhe com o queijo ralado. Coloque para gratinar no forno pré-aquecido a 200 ° C por 15 minutos.  Sirva com arroz branco.

PASTEL DE BELÉM

Ingredientes:

1 pacote de massa folhada

Para o recheio:

500 ml de leite
400 ml de açúcar
Casca de 1 limão siciliano
1 rama de canela de pau
100 ml de leite
7 gemas peneiradas
60 gramas de farinha de trigo.

Preparo:

1 – Ferver o leite com o açúcar e as especiarias.
2 – Misturar o 100 ml de leite com trigo, e em seguida, as gemas peneiradas e reservar.
3 – Incorporar o leite aromatizado com a mistura das gemas.
4 – Cozinhar em fogo brando, até o creme engrossar. Espere esfriar, e recheie a massa folhada colocada em formas pequenas (para porções individuais).
5 – Leve ao forno preaquecido em 290° e asse até a massa ficar dourada (aproximadamente 6 minutos).

SERVIÇO:

Senac EAD

Com mais de 77 anos de atuação em educação profissional, o Senac foi pioneiro no ensino a distância no Brasil. A primeira experiência nessa modalidade se deu em 1947 com a Universidade do Ar, em parceria com o Sesc, que ministrava cursos por meio do rádio.

A partir de 2013, com o lançamento do portal Senac EAD, a instituição ampliou a sua atuação em todo o país. Hoje, oferece um amplo portfólio de cursos livres, técnicos, de graduação, pós-graduação e extensão a distância, atendendo todo o Brasil e apoiados por mais de 380 polos presenciais para avaliações. Acesse aqui a programação completa de cursos do Senac EAD.

#Dia DasComunidadesPortuguesas #Receitas Portuguesas #CulináriaPortuguesa #GastonomiaPortuguesa #Portugal #SenacEAD #Senac #EnsidoÀDistância #EAD #Cursos #Ken Francis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*