Brasileiros ainda buscam por serviços básicos em fintechs, afirma Indra

Opções como investimentos e assessoria financeira ainda não são prioridade para a maior parte dos consumidores no país; chilenos, argentinos, colombianos e peruanos já procuram por serviços mais avançados.

Serviços básicos como receber salário, realizar pagamentos e transferências são os mais procurados pelos brasileiros.

Cada vez mais adaptados com serviços na palma da mão, brasileiros aderem aos serviços financeiros de companhias de tecnologia como alternativa às instituições financeiras tradicionais. Mas afinal, que serviços eles mais buscam nessas novas plataformas? De acordo com a Indra, empresa global de consultoria e tecnologia, serviços básicos como receber salário, realizar pagamentos e transferências são os mais procurados pelos brasileiros.

“Isso acontece porque o brasileiro não tem muita familiaridade com a educação financeira. Então, a busca por se livrar de taxas ao realizar procedimentos simples e amplamente conhecidos torna-se a prioridade. É um cenário que tende a mudar ao longo do tempo, com a melhora do desemprego e a popularização da educação financeira”, afirma a companhia.

Em relação aos pares na América Latina, esse comportamento é uma exceção. Consumidores argentinos, chilenos, colombianos, mexicanos e peruanos têm como prioridade a busca por assessoria para contratar produtos e serviços melhores, além de consultoria para investimentos.

“Os consumidores desses países têm maior familiaridade com as instituições financeiras e os serviços que oferecem, portanto, visualizar no setor financeiro maior chance de ganhos é algo mais corriqueiro do que no Brasil”, explica a companhia.

#Indra #fintechs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*