Mulheres e criptomoedas: 45% delas desejam adquirir mais moedas digitais nos próximos anos, mostra pesquisa

A participação feminina no mercado cripto já é realidade! Confira dados que mostram a inserção e interesse cada vez maior desse público pelo setor promissor.

O mercado de criptomoedas tem experimentado um crescimento significativo nos últimos anos e, junto a esse crescimento, um dado relevante tem chamado a atenção: o aumento da participação feminina. Uma pesquisa recente realizada pela Bitso, revelou que as mulheres estão ganhando espaço no mundo das criptomoedas.

Segundo os resultados surpreendentes do estudo, 71% do público feminino alocam mais de 3% de seus investimentos nesse mercado. Além disso, 45% delas desejam adquirir mais moedas digitais nos próximos anos.

Neste artigo, vamos abordar a participação das mulheres no setor e apresentar outros dados relevantes do levantamento. Acompanhe!

Quantas mulheres investem no mundo cripto?

O mercado de criptomoedas vem testemunhando um aumento significativo na atuação feminina, com as mulheres representando, atualmente, 34% do total de investidores nesse setor em ascensão. Esse dado é baseado no estudo recente conduzido pela Bitso, que evidencia o expressivo crescimento do interesse e envolvimento desse público no mundo das criptomoedas.

Comparado a anos anteriores, esse número reflete um cenário positivo de inclusão e diversificação no universo dos investimentos digitais. A crescente presença feminina nesse mercado traz novas perspectivas e aberturas para discussões sobre igualdade de gênero, incentivando mais mulheres a romperem barreiras e ingressarem nessa promissora forma de investir.

Além disso, o estudo aponta que elas não apenas demonstram interesse nos criptoativos, como também estão dispostas a alocar parte significativa de seus investimentos nesse segmento, o que evidencia o potencial para uma participação cada vez mais ativa e impactante no cenário financeiro do futuro.

Com o setor em constante evolução e o protagonismo feminino em destaque, a jornada das mulheres no mundo cripto está apenas começando, e as oportunidades para transformar suas vidas financeiras e alçar voos mais altos são cada vez mais promissoras.

O impacto da presença feminina no mercado de criptomoedas e as mudanças no setor

A crescente participação feminina no mercado de criptomoedas tem trazido diversos impactos positivos para o setor. A entrada de mais mulheres como investidoras contribui para uma maior diversificação dos perfis de investidores, o que pode trazer maior estabilidade e equilíbrio ao mercado.

A presença delas também pode estar associada a um maior interesse por projetos e moedas digitais que tenham um propósito social ou ambiental, levando a uma maior preocupação com a sustentabilidade e responsabilidade dos investimentos.

O que dizem os especialistas sobre a participação das mulheres nesse mercado?

Especialistas e representantes da indústria têm enfatizado a importância da participação feminina no mercado de criptomoedas. A diversificação de perfis de investidores é vista como uma estratégia saudável para o setor. Já para as mulheres, é uma oportunidade de integração em uma área promissora.

“Apesar da maioria dos usuários de cripto ainda ser composta por homens, quando se olha para frente, há uma clara tendência de que as mulheres farão diferença no futuro do segmento. Ao mesmo tempo que ganham cada vez mais relevância no mercado de trabalho e independência financeira, elas também estão demonstrando maior entendimento sobre a dinâmica de rentabilidade e os ciclos de alta e baixa do mercado, e estão dispostas a investir mais do seu patrimônio em cripto”, declara Analía Cervini, VP de Comunicação da Bitso.

Karen Duque, Head de Políticas Públicas da Bitso, baseada nos dados obtidos pelo estudo da exchange, complementa que o aumento da representatividade das mulheres no mundo cripto traz novas perspectivas e ideias para o setor. “Fico extremamente feliz em ver que o futuro do mercado financeiro terá uma presença mais feminina, refletindo a diversidade da nossa sociedade. A pesquisa traz insights importantes sobre a visão da mulher em relação à regulamentação do setor, confiança e diversificação de casos de uso, nos mostrando que estamos caminhando na direção certa para alcançar todo o potencial de inclusão financeira que a criptoeconomia oferece”, pontua.

Por que as mulheres investem mais em criptomoedas?

A pesquisa da Bitso revela que 71% das mulheres investidoras alocam mais de 3% de seus investimentos em criptomoedas. Essa preferência pode estar relacionada a diversos fatores.

As moedas digitais têm sido vistas como uma alternativa aos investimentos tradicionais, permitindo que o público feminino tenha maior autonomia financeira e possa tomar suas próprias decisões de investimento. Além disso, as criptomoedas têm atraído mulheres que buscam maior flexibilidade e praticidade nos investimentos, uma vez que podem ser acessadas e gerenciadas por meio de plataformas digitais, sem a necessidade de intermediários.

Diferencial no perfil de investidoras homens ou mulheres

Conforme o levantamento da corretora de criptomoedas, a presença feminina no mercado cripto tem características distintas em relação aos investidores homens. As mulheres representam uma parcela significativa do público interessado em ativos digitais, mas muitas ainda não deram o passo de realizar seus primeiros investimentos.

Esse dado sugere que há uma oportunidade para as empresas do setor focarem em estratégias de educação financeira e conscientização, para incentivar e apoiar mais mulheres a ingressarem no mercado de criptomoedas.

Brasil tem grande protagonismo feminino nas criptomoedas

Quando se trata do protagonismo feminino no mundo das criptomoedas, o Brasil se destaca como um verdadeiro líder. Segundo dados da pesquisa organizada pela Forex Suggest, nosso país está entre as 10 nações com o maior percentual de mulheres investidoras de moedas digitais, com 6,63% da população feminina possuindo algum tipo de ativo digital.

Esse dado representa mais de 7 milhões de mulheres brasileiras envolvidas no mercado cripto, evidenciando um crescimento notável da participação delas nesse setor em solo brasileiro.

A liderança do Brasil nesse aspecto reflete o interesse crescente das mulheres por investimentos mais flexíveis e tecnológicos, bem como o avanço das discussões sobre igualdade de gênero no universo financeiro. Com cada vez mais mulheres abraçando o mundo dos ativos digitais, o país se consolida como um exemplo inspirador para outras nações, impulsionando uma maior diversificação de investidores nesse mercado em constante evolução.

O trabalho das corretoras de criptomoedas no incentivo à participação feminina

As empresas do setor estão reconhecendo a importância da atuação feminina no mercado. Por isso, têm buscado adotar estratégias para incentivar e apoiar as mulheres que desejam investir em moedas digitais. Algumas dessas iniciativas incluem:

  • Programas de educação financeira voltados ao público feminino, buscando desmistificar conceitos e proporcionar maior conhecimento sobre o mercado de criptomoedas.
  • Criação de comunidades e grupos de suporte exclusivos para investidoras, oferecendo um ambiente acolhedor e encorajador.
  • Oferta de ferramentas e recursos que facilitem o acesso e a gestão dos investimentos em ativos digitais, visando a proporcionar uma experiência mais amigável e acessível.
  • Realização de campanhas e eventos que promovam a inclusão delas no setor.

Essas iniciativas visam criar um ambiente mais inclusivo e diversificado no mundo cripto, possibilitando que mais mulheres encontrem oportunidades para investir e crescer financeiramente nesse nicho.

#MulheresMundoCripto #MundoCripto #Criptomoedas #MoedasDigitais #Investimentos #Bitso #Pesquisa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*