O futuro do mercado imobiliário

Startup que oferece alternativa eficiente para ampliar liquidez de carteiras imobiliárias analisa o futuro do mercado para proprietários, bancos e fundos de investimento. Para a MaisM2, incorporação é uma arte e o foco precisa ser em qualidade.

A MaisM2 criou um sistema que funciona como um braço de gestão completo de marketing, vendas, crédito, repasse e SAC para proprietários de grandes carteiras imobiliárias

Enquanto a maioria das incorporadoras trabalham com custos elevados e carregam despesas financeiras altíssimas, a startup MaisM2 criou um sistema enxuto, que funciona como um braço de gestão completo de marketing, vendas, crédito, repasse e SAC para proprietários de grandes carteiras imobiliárias, entre eles incorporadores, bancos e fundos imobiliários. O resultado é um aumento na liquidez de ativos, sejam eles estressados ou não, e uma ajudinha para que o mercado tenha um futuro ainda mais promissor, longe dos resultados ruins dos últimos tempos.

Para Renato Rodrigues, sócio fundador da MaisM2, é possível fazer uma rápida retrospectiva do mercado imobiliário: “os picos de economia que tivemos em 2007, 2010, 2011, acabaram atrapalhando o mercado, muitos produtos foram lançados desordenadamente e vendidos de maneira displicente. Quando chegou a crise e os imóveis foram ficando prontos, muita gente desistiu, porque a perda, dessa forma, foi menor do que encarar um financiamento. A inadimplência e a onda de distratos foi terrível para o mercado, que sofreu por muito tempo as consequências dessa fase”, explica ele.

A MaisM2 foi criada para um novo momento, em que é preciso crescer de maneira ordenada: “as empresas que oferecem soluções financeiras precisam ajudar a profissionalizar cada vez mais o mercado. Incorporação é uma arte, é preciso focar na compra do terreno, inteligência de mercado e na comunicação com todos os públicos, todas as demais variáveis podem ser terceirizadas e acompanhadas de perto com a curva de vendas planejada”, lembra Renato.

Ele lembra que o desenho do mercado mudou: “pequenas incorporadoras cresceram, algumas grandes praticamente desapareceram e muitos estoques mudaram de mãos”. Renato alerta para outro movimento de mercado: “é preciso enxugar despesas e focar em pesquisa, tecnologia e lançamento de produtos com demanda certa. Uma saída é contar com equipes terceirizadas, preparadas para absorver as necessidades das incorporadoras”.

“Nós vemos um futuro mais profissional, e estamos seguindo essa linha, não apenas com a venda, mas com um conjunto de ações que oferecemos de forma inédita a nossos clientes que gera ainda mais liquidez, e com o qual todos ganham: o consumidor final, com ótimos preços, os proprietários, com mais vendas, e os parceiros corretores, com melhores comissões. Nós criamos um pool de serviços que tem se demonstrado extremamente eficiente”, explica o empresário.

#MaisM2 #SAC #RenatoRodrigues #carteirasimobiliarias #incorporadores

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*