Magazine Luiza passa a integrar índice MSCI, do Morgan Stanley

FREDERICO TRAJANO, CEO DO MAGAZINE LUIZA. Empresa é brasileira com maior ganho de peso entre as entrantes.

A ação do Magazine Luiza entrou para a composição do índice MSCI, índice de empresas estrangeiras elaborado pelo Morgan Stanley. Das empresas que entraram para o grupo, o Magazine Luiza foi a que recebeu maior peso percentual.

O papel do Magazine Luiza foi o mais valorizado do mercado brasileiro nos últimos dois anos e, em 2016, foi o papel que mais cresceu, nos mercados desenvolvidos. Com a operação de follow-on feita no ano passado, o papel ganhou volume de negociação e entrou, também, para o Ibovespa.

A América Latina responde por 12,1% do índice do banco de investimento e o Brasil é o protagonista desta fatia, com 59% de representação.

Mudança

Há cerca de três anos, a imagem do Magazine Luiza passou por uma revolução aos olhos dos stakeholders. A empresa deixou de ser vista como uma varejista tradicional e passou a ser enxergada como a maior plataforma digital brasileira de varejo, que tem 860 pontos físicos e calor humano.

O Luizalabs, laboratório de inovação do Magazine Luiza, ganhou espaço em todas as áreas da empresa, o e-commerce passou a responder por 35% do faturamento da companhia, a integração com as lojas físicas é vista como referência do setor e o aplicativo de compras da empresa é o mais baixado do varejo nacional, entre outras conquistas.

A companhia foi indicada por uma série de publicações e reconhecimentos do setor como a empresa de melhor performance dos últimos dois anos. Frederico Trajano, CEO do Magazine Luiza, foi apontado como empreendedor do ano de 2017, pelo Lide, e empresário do e-commerce no prêmio Brasileiros do ano, promovido pela IstoÉ Dinheiro. A companhia foi reconhecida pela revista referência em tecnologia Fast Company como uma das mais inovadoras da América Latina.

HASHTAGS: #MagazineLuiza #MorganStanley #IndiceMSCI #Luizalabs #FredericoTrajano

Deixe um comentário