Roteiro do Sertões 2021 exalta o Nordeste e pegada zero de carbono

 

A 29ª edição do maior rally das Américas vai passar por 7 dos 9 estados do Nordeste – RN, PB, PE, PI, BA, AL, CE e terá largada e chegada em praias paradisíacas: Pipa e Carneiros.

O Maior Rally das Américas terá 3.524km, tendo como cenário a caatinga, bioma 100% brasileiro.

O roteiro do Sertões 2021 foi revelado. A 29ª edição do maior rally das Américas será uma exaltação ao Nordeste. Uma prova 100% sertão. Dos nove estados do Nordeste, o rally vai passar por sete. Serão 3.524km de percurso total. A direção técnica se esmerou em realizar uma prova altamente exigente e ao mesmo tempo deslumbrante, com visuais de tirar o fôlego. Dentre eles, três tesouros nacionais: o entorno do Rio São Francisco, ou velho Chico como é conhecido, que foi onde tudo começou – a primeira edição do que depois viria a ser o Sertões foi chamada de Rally do São Francisco ; a Serra da Capivara (PI), patrimônio mundial da Unesco e um terceiro tesouro baiano a ser revelado.

A largada e a chegada vão acontecer em praias paradisíacas. Na Pipa, município de Tibau do Sul (RN), em comemoração aos 520 anos do estado potiguar; e a chegada em grande estilo na Praia dos Carneiros – Tamandaré (PE). É a primeira vez na história que Pernambuco recebe a chegada do evento. O Sertões apresentou também seu Plano de Sustentabilidade; a volta das Expedições Turismo e as ações sociais programadas para esse ano, através da SAS Brasil. O Sertões é muito mais do que uma competição de rally. É um evento em 3 dimensões: Esporte, Social e Turismo, que tem como propósito fazer a diferença por onde passa e promover as belezas do Brasil.

O ROTEIRO 100% Sertão

Serão 10 dias de prova: prólogo mais nove etapas. O Sertões 2021 vai passar por sete dos nove estados que compõem o Nordeste: RN, PB, PE, PI, BA, AL, CE. Porém, dos sete, dois estados não vão receber a Vila Sertões: AL e CE. Largada será inédita da Praia da Pipa (RN) em comemoração aos 520 anos do estado potiguar. Pernambuco pela primeira vez é o palco da chegada, na Praia dos Carneiros, município de Tamandaré.

O roteiro com 3.524 km vai reunir os melhores trechos especiais da região Nordeste, num total de 2.164km – 60% do percurso. A direção técnica se esmerou em produzir uma prova para encantar os competidores em termos de belezas naturais e nível técnico e garante que a prova está completa e entre a top 3 da história.

A primeira especial vai adentrar o sertão do seridó, uma região montanhosa, já para esquentar os motores e aclimatar os competidores. A segunda etapa é uma ligação para o sertão mais a oeste. Terceiro dia a caravana vai passar por vários parques eólicos e por uma ponte com 800 metros de comprimento. Até chegar no quarto dia, quando vão se deparar com o primeiro tesouro da natureza: o entorno da Serra da Capivara (PI), patrimônio mundial da UNESCO. Muita pedra, rochas, mas com visual estonteante.

A tão temida etapa Maratona, que não permite apoio mecânico, será no quinto dia de prova e vai estabelecer um novo recorde no Sertões: a maior especial em areia já feita na história. Serão 220km de areia pesada dentro de uma especial de 330km. Segundo a direção de prova, “a melhor especial da prova, a mais dura, porém a mais prazerosa”. E ainda tem a ‘cereja do bolo’ no sétimo dia: o prazer de andar às margens do Rio São Francisco, ver a caatinga virando verde e a chegada com vista para um cânion deslumbrante. O último dia não terá areia, apesar da proximidade com o litoral de PE, mas o desafio será a navegação.

Prólogo – Sexta 13/08

1ª. etapa PIPA RN – PATOS PB – SÁBADO 14/08.

82KM TE. 235KM DF. 93KM TOTAL= 410KM
2ª. etapa PATOS PB – ARARIPINA PE – DOMINGO 15/08.

27KM TE. 245KM DF. 237KM TOTAL= 509KM
3ª. etapa ARARIPINA PE – SÃO RAIMUNDO NONATO PI – SEGUNDA 16/08.

146KM TE. 220KM DF. 38KM TOTAL= 404KM
4ª. etapa S.RAIMUNDO PI / S. RAIMUNDO PI – TERÇA 17/08.

16KM TE. 290KM DF. 5KM TOTAL= 311KM
5ª. etapa – SÃO RAIMUNDO PI / XIQUE XIQUE BA – QUARTA 18/08 – MARATONA

11KM TE. 329KM DF. 93KM TOTAL= 433KM
6ª. etapa XIQUE XIQUE BA / PETROLINA PE – QUINTA 19/08 – FIM DA MARATONA

0KM TE. 310KM DF. 146KM TOTAL= 456KM (FIM MARATONA)
7ª. etapa PETROLINA PE / PAULO AFONSO BA – SEXTA 20/08

133KM TE. 242KM DF. 24KM TOTAL= 399KM
8ª. etapa /PAULO AFONSO BA / GARANHUNS PE – SÁBADO 21/08

39KM TE. 152KM DF. 200KM TOTAL= 392KM
9ª etapa GARANHUNS PE / TAMANDARÉ PE – DOMINGO 22/08

58KM TE. 141KM DF. 12KM TOTAL= 211KM
TOTAL GERAL= 3524 KM TOTAL DE ESPECIAIS= 2.164KM

Formato

A Vila Sertões será em modelo híbrido. Competidores e equipes poderão usar hotelaria e restaurantes das cidades anfitriãs, priorizando os estabelecimentos com o Selo Turismo Responsável, lançado pelo Ministério do Turismo, que estabelece boas práticas de higienização para cada segmento do setor. O selo é um incentivo para que os consumidores se sintam seguros ao viajar e frequentar locais que cumpram protocolos para a prevenção da Covid-19. Ano passado, toda a caravana era obrigada a dormir em “bolhas”, locais afastados dos centros e com rígido controle de entrada.

Quanto ao acesso do público nas Vilas, será controlado. Ano passado não era permitido nenhum acesso. Vale ressaltar que um dos objetivos do Sertões é fomentar a economia das pequenas cidades por onde o rally passa. Quando estiver mais próximo do evento será feita reavaliação dos protocolos locais e caso necessário, implantadas eventuais adequações ao modelo adotado, garantindo assim a segurança dos competidores e moradores de cada cidade anfitriã.

Carbono Zero

Em 2021 o Sertões passa a ser Carbono Zero. Alinhado ao movimento mundial de preservação do planeta, o maior rally das Américas assume o compromisso de neutralizar suas emissões. A parceria inédita firmada com a Moss.earth, principal plataforma de compensação de carbono do mundo, garantirá a neutralização de 2.000 toneladas de CO2 para a edição deste ano, ou seja, as emissões de toda a frota do Sertões – veículos de competição, equipes de apoio, caminhões, motorhomes, carros da organização e deslocamentos aéreos – serão zeradas. Os créditos de carbono serão revertidos para projetos na Amazônia.

Na parte técnica, a Dunas lançou um plano de metas escalonado até 2025 visando substituir os combustíveis fósseis. Este ano, o Sertões vai contar com uma nova categoria geral para veículos movidos a etanol, com subsídio de 25% de desconto nas inscrições; e a estreia do 1º. veículo experimental híbrido, projeto 100% brasileiro (UTV movido a etanol + baterias elétricas) – o Exo Nb-Hybrid -, que está sendo desenvolvido graças à parceria entre a CBMM e a Giaffone Racing.

Em 2022, a meta é incorporar subcategorias a etanol; categoria veículo híbrido e o 1º veículo elétrico experimental. Para 2023/2024, competição entre energias renováveis alternativas e o engajamento na categoria etanol. E em 2025 a meta é fazer um rally apenas com veículos com energia renovável: híbrido, elétrico, etanol e combustível sintético.

Ao longo de sua história, o Sertões sempre se preocupou com o impacto ambiental da prova, promovendo a coleta de óleo dos motores dos carros e motos de competição, o recolhimento de peças e rejeitos ao longo da rota e destinação adequada do lixo produzido pelos competidores e organização.

#Sertoes2021
#rallydasAmericas
#UNESCO
#Covid19
#Dunas
#caatinga

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*