Programação do Sesc Avenida Paulista investiga as relações entre produção artística e natureza

Projeto “Naturalize-se” revela conhecimentos tradicionais e novas possibilidades a partir de recursos naturais e diferentes técnicas.

“O canto da floresta: arte e natureza em tempos de crise ambiental” (Forest of Lines, Sydney Opera House Film (Paul Green / Nasher Sculpture Center)

Entre os meses de janeiro e março, o Sesc Avenida Paulista apresenta o projeto “Naturalize-se”, conjunto de atividades que investiga as ligações entre a produção artística, os conhecimentos e recursos advindos da natureza. São oficinas, cursos, vivências e aulas abertas voltados para técnicas e conhecimentos sobre a relação entre os diversos ecossistemas e a arte, integrando o ser humano e o meio ambiente. Entre os destaques estão os cursos de Biojóias, que trata desde a coleta da matéria-prima até a confecção do produto final; o de Fitoterapia indígena e conhecimentos tradicionais; e o de Monotipia com Plantas, técnica de impressão com ingredientes naturais. O curso teórico “O canto da floresta: Arte e natureza em tempos de crise ambiental” explora os saberes ancestrais, mapeando produções que buscam uma reconexão com o mundo natural. Já em “Fotografia com Pigmentos de Plantas”, os participantes têm contato com uma técnica que antecede os filmes de prata, baseada na luz solar e compostos vegetais. Algumas das atividades precisam de inscrição antecipada ou retirada de ingressos. Confira mais informações abaixo ou acesse sescsp.org.br/avenidapaulista.

Confira a programação completa:

CURSOS

– Entre tules, linhas e flores

Com Manu Ebert

Curso de bordado elaborado com arranjos de flores secas.

Quando: De 14/1 a 4/2, terças, das 10h às 13h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$25,00 / R$12,50 / R$7,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 3/1 (credencial plena) e 8/1 (público em geral)

Classificação: Livre

– Aquarela botânica: um olhar afetuoso sobre a natureza

Com Francinne de Miranda

Recomendado para quem já teve algum contato inicial com a técnica, o curso pretende explorar as possibilidades de uso da aquarela na pintura de folhagens, flores e frutos. Com base em referências trazidas pelos próprios alunos (fotos ou plantas colhidas), a turma estudará a construção de luz e sombra e o uso dos diferentes verdes que encontramos na natureza. Para fundamentar os trabalhos, serão feitas pesquisas prévias das plantas retratadas, a fim de conhecer melhor a diversidade da flora que estudaremos. Para além do desenvolvimento da técnica, este curso pretende despertar um olhar afetuoso sobre a natureza, permitindo práticas experimentais no uso na aquarela, não se restringindo meramente à ilustração científica, mas explorando outras abordagens.

Livre

Quando: De 15/1 a 4/3*, quartas, das 14h30 às 17h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$25,00 / R$12,50 / R$7,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 3/1 (credencial plena) e 8/1 (público em geral)

* Exceto dias 12/2 e 26/2

Classificação: 16 anos – Recomendado para quem já teve algum contato inicial com a técnica, o curso pretende explorar as possibilidades de uso da aquarela na pintura de folhagens, flores e frutos.

– O canto da floresta: Arte e natureza em tempos de crise ambiental

Com Pedro Costa

Nesse momento em que as questões ambientais são urgentes, o campo artístico se tornou uma plataforma de reflexão sobre as relações entre a humanidade e a natureza. Diversos artistas hoje trabalham com propostas de reconexão com o mundo natural, de retorno aos saberes ancestrais e de reavaliação do s padrões éticos herdados da modernidade. Nesse curso buscaremos mapear algumas dessas produções, com o objetivo é compreender de que modos a arte contemporânea responde a urgência dessas questões.

Nesse momento em que as questões ambientais são urgentes, o campo artístico se tornou uma plataforma de reflexão sobre as relações entre a humanidade e a natureza que nos circunda. Diversos artistas em diferentes regiões do mundo, hoje trabalham com propostas de reconexão com o mundo natural, de retorno aos saberes ancestrais e de reavaliação dos padrões éticos herdados da modernidade e da industrialização. Nesse curso buscaremos mapear algumas dessas produções, com o objetivo é compreender de que modos a arte contemporânea responde a urgência dessas questões. Existirá uma estética da crise ambiental?

Quando: De 15/1 a 5/2, quartas, das 19h às 22h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 3/1 (credencial plena) e 8/1 (público em geral)

Classificação: 18 anos

– Botânica bordada

Com Manu Ebert

Inspirados pelas ilustrações botânicas, cujas origens remetem há séculos atrás, os alunos irão elaborar bordados resgatando aspectos dessa técnica milenar.

Quando: De 16/1 a 6/2, quintas, das 10h às 13h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$25,00 / R$12,50 / R$7,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 3/1 (credencial plena) e 8/1 (público em geral)

Classificação: 16 anos

– Biojoias: da colheita à produção

Com Jéssica Terra

O curso será divido em parte teórica e prática e aborda o passo a passo da confecção da bio-jóia, contemplando a coleta da matéria prima até as técnicas utilizadas no tratamento das sementes e na confecção. A produção da bio-jóia propõe a interação com a biodiversidade do lugar onde se está de forma criativa, além de promover consciência ambiental e nutrir o sentimento de pertencimento.

Jéssica Terra é Eco Artesã e criou a marca “Mucunã” de Bioartesanato em Maio de 2014, quando deixou a área da saúde e mergulhou nas artes; desde então atua como artista empreendedora. Cerca de 80% de sua produção é feita com matéria prima que ela colhe principalmente em áreas urbanas; com parte dessa colheita, produz múltiplas peças entre instrumentos musicais, colares, peças de eco decoração, que expõe em muitos ambientes culturais, principalmente na Região do Alto Tietê e Zona Leste de São Paulo. A outra parte de sua colheita destina a oficinas e cursos de formação em Biojóias.

Quando: De 16/1 a 6/2, quintas, das 14h30 às 17h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$25,00 / R$12,50 / R$7,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 3/1 (credencial plena) e 8/1 (público em geral)

Classificação: 16 anos

– Fitoterapia indígena e conhecimentos tradicionais

Com Vivência na Aldeia

Neste curso, Dona Catarina e Andreza Poitena, apresentarão as principais ervas utilizadas pelos povos indígenas e tradicionais do Brasil. Para elas, é da floresta que vem a cura e é observando como os animais da floresta se curam que os povos antigos aprendiam sobre a sua própria cura.

Andreza Poitena é bióloga e fundadora do projeto social “Vivência na Aldeia”, acompanha e trabalha com comunidades indígenas desde 2012. Seu principal foco é o resgate da medicina ancestral dentro das Aldeias. Seu trabalho se alinha aos anciões e anciãs das comunidades, aqueles que ainda detêm este saber milenar do cuidado que envolve a natureza. Andreza é curadora do curso de Fitoterapia Indígena que vem sendo ministrado desde 2015.

Dona Catarina é uma liderança indígena que despontou logo cedo nas lutas pelo seu povo. Pouco a pouco foi aprendendo sobre ervas medicinais com os mais velhos e em cursos que fez em suas viagens pelo Brasil. Já foi parteira e hoje é a eterna cacique na Terra Indígena Piaçaguera além de ser liderança espiritual e especialista em ervas da floresta ao seu redor.

Josimas Ramos é permacultor e fundador do projeto social “Vivência na Aldeia”. É também produtor cultural, desenvolve trabalhos sociais com aldeias indígenas desde 2012 e é organizador dos cursos de Fitoterapia Indígena ministrados pelas comunidades indígenas desde 2015.

Quando: Dias 1 e 2/2, sábado e domingo, das 14h30 às 17h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: no primeiro dia do curso a partir das 10h no local

Classificação: 16 anos

– Arte Ancestral: Os grafismos indígenas e suas relações com a natureza

Com Denilson Baniwa

Os conhecimentos e técnicas desenvolvidas pelos povos indígenas para contar suas histórias sempre foram, além de uma expressão artística, uma forma de manter os conhecimentos vivos. A partir do contato com esses conhecimentos, muitas vezes advindos da natureza com referências visuais, os alunos poderão entender como são criados os grafismos, uma arte ancestral e alguns de seus significados, a partir daí de maneira livre eles poderão traçar seus próprios grafismos que representem sua própria identidade.

Denilson Baniwa nasceu em Mariuá, no Rio Negro, Amazonas. Sua trajetória como artista inicia-se a partir das referências culturais de seu povo já na infância. Na juventude, o artista inicia a sua trajetória na luta pelos direitos dos povos indígenas e transita pelo universo não-indígena apreendendo referenciais que fortaleceriam o palco dessa resistência. Denilson Baniwa é um artista antropófago, pois apropria-se de linguagens ocidentais para descolonizá-las em sua obra. O artista em sua trajetória contemporânea consolida-se como referência, rompendo paradigmas e abrindo caminhos ao protagonismo dos indígenas no território nacional.

Quando: De 11 a 13/2, terça a quinta, das 19h às 22h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 16 anos

– Monotipia com plantas

Com Luiza Zelada

O curso inicia com uma breve apresentação do contexto histórico da monotipia e artistas que investigaram esta técnica ao longo dos anos até hoje. Em seguida, os participantes serão convidados a produzir e imprimir suas próprias monotipias com plantas selecionadas.

Luiza Zelada é artista visual e educadora, formada em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, em São Paulo. Desde 2014 realiza projetos e exposições coletivas na cidade, “Totaltorta”, inaugurada em fevereiro de 2019, na Galeria de Arte Alcindo Moreira Filho, trabalhando a imagem, seus desdobramentos e potências.

Quando: De 13/2 a 5/3, quintas, das 10h às 13h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$25,00 / R$12,50 / R$7,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 16 anos

– EXODUS: Desenhos, pinturas e reflexões sobre cidade e natureza

Com Sérgio Cordeiro

Quantas vezes nos pegamos pensando na natureza enquanto estamos na cidade? Ou quando vamos para a natureza e nos lembramos da urbanidade que deixamos para trás? Partindo das reflexões deste “êxodo mental” serão retratados durante o curso cenários urbanos, rurais e elementos que contrastem estas duas realidades por meio do desenho e da pintura, sendo produzido por cada aluno um quadro-instalação ao final do curso. Obs: cada aluno deverá trazer material de desenho e pintura.

Sergio Cordeiro é artista plástico, muralista e ilustrador. Iniciou sua carreira em 2011 na Índia, onde viveu por um ano e meio, co-criando o movimento que consagrou o grafite como arte na capital do país. Vive há dois anos na zona rural de uma pequena cidade do interior paulista, sempre viajando para realizar trabalhos nas grandes cidades – o que o influenciou a iniciar sua pesquisa sobre o êxodo. Dentre os países que já participou de festivais de arte estão Brasil, Índia, Peru e Colômbia.

Quando: De 13 a 16/2, quinta a domingo, das 14h30 às 17h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$25,00 / R$12,50 / R$7,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 16 anos

– Aromaterapia para o dia a dia

Com Amanda Sérvulo

O curso tem o intuito de apresentar os fundamentos básicos da Aromaterapia e a multiplicidade do uso dos óleos essenciais em nosso dia-a-dia, abordando suas ações em nosso corpo em forma de cosmético e de medicina natural, em nossa mente e emoções na abordagem da psicoaromaterapia e também como uma solução para criar produtos de limpeza naturais que não impactam o meio ambiente.

Amanda Sérvulo é psicoterapeuta de abordagem transpessoal, astróloga e leitora de alma. A aromaterapia e a terapia floral são suas principais abordagens de tratamento durante a jornada terapêutica. Formada pelo IBRA (Instituto Brasileiro de Aromaterapia) criou em 2014 a marca Sacerdotisa Alquimia, na qual cria sinergias de óleos essenciais e florais para rituais de autocuidado diário.

Quando: Dias 15 e 16/2, sábado e domingo, das 10h30 às 13h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$15,00 / R$7,50 / R$4,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 16 anos

– Biojoias: sementes da amazônia

Com Jessica Terra

Os participantes terão contato com sementes nativas da floresta amazônica, e aprenderão a criar colares com o Açaí e a Jarina, compreendendo a importância do reaproveitamento dentro do conceito de bio-economia e valorização da biodiversidade. A bio-joia é uma arte manual que incentiva a criatividade e transmite, ao mesmo tempo, valores ambientais.

Jéssica Terra é Eco Artesã e criou a marca “Mucunã” de Bioartesanato em Maio de 2014, quando deixou a área da saúde e mergulhou nas artes; desde então atua como artista empreendedora. Cerca de 80% de sua produção é feita com matéria prima que ela colhe principalmente em áreas urbanas; com parte dessa colheita, produz múltiplas peças entre instrumentos musicais, colares, peças de eco decoração, que expõe em muitos ambientes culturais, principalmente na Região do Alto Tietê e Zona Leste de São Paulo. A outra parte de sua colheita destina a oficinas e cursos de formação em Biojóias.

Quando: De 20/2 a 5/3, quintas, das 14h30 às 17h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 16 anos

– Cianotipia bordada

Com Manu Ebert e Dani Sandrini

No primeiro momento do curso a turma conhecerá a cianotipia, processo do século XIX de impressão fotográfica em tons azuis. Explorando o entorno, a turma produzirá fotogramas. No segundo momento, esses tecidos azuis com imagens botânicas serão bordados. A inspiração virá das antigas ilustrações botânicas feitas por biólogos e cientistas. No final, teremos peças únicas, usando as duas técnicas.

Manu Ebert é jornalista e há 4 anos começou a se interessar pela arte de bordar. A vontade de solidificar esse hobby virou a marca “Bordô?”. Hoje participa de eventos e da oficinas em diversos espaços como algumas unidades do SESC no Estado de SP. Seus trabalhos sempre tiveram as flores e as plantas como tema principal. Arranjos florais e ilustrações botânicas são suas fontes de inspiração.

Dani Sandrini é formada em comunicação pela ECA-USP e trabalha desde 1998 com fotografia, tanto comercialmente quanto como ferramenta em propostas lúdicas e educacionais. Em 2009 começou a se dedicar a projetos autorais em fotografia e processos artesanais envolvendo impressão de imagens em diversos suportes, atuando entre o Brasil e a Jordânia, onde foi premiada em 2014. Agregando estudos de psicanálise e acompanhamento terapêutico aos saberes de arte e educação, realiza há 6 anos cursos e intervenções artísticas para diversos públicos em escolas, museus, centros culturais, espaços de saúde e Sescs do Estado de São Paulo.

Quando: De 21/2 a 6/3, sextas, das 10h às 13h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 18 anos

– Gravura em Verniz Mole com Plantas

Com Carol Grespan

Atividade de prática de gravura em verniz mole em placas de cobre, utilizando plantas secas como referência para produção de imagens. Os participantes terão uma introdução sobre a história da gravura e da água-forte, gravação de matrizes em cobre e impressão com tinta à óleo na prensa de calcogravura.

Carol Grespan é artista multidisciplinar, integrante do coletivo Charivari e trabalha com design gráfico, gravuras, criação de painéis e joalheria.

Quando: De 8 a 16/2, sábados e domingos, das 10h às 13h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$25,00 / R$12,50 / R$7,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 14 anos

– Fotografia com Pigmentos de Plantas

Com Plantrix

O curso propõe uma introdução à antotipia,técnica histórica de fotografia que antecede a criação dos filmes de prata e que consiste na exposição ao sol de compostos vegetais para gravação de imagens. Os participantes poderão investigar a composição das cores de plantas com experimentos de cromatografia, selecionar pigmentos interessantes e produzir papéis fotossensíveis para experiências com imagens.

Formada por Vitor Barão, Lídia Ganhito e Vinícius Fernandes, Plantrix é uma plataforma de investigação criativa da relação entre tecnologias digitais e a natureza.

Quando: De 11/2 a 3/3, terças, das 19h às 22h. Exceto dia 25/2

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$25,00 / R$12,50 / R$7,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 16 anos

– Programação e Natureza: Mini Horta Portátil

Com Lucas Lopes

Utilizando o microcomputador Raspberry Pi e peças criadas com impressão 3D, a atividade propõe a criação de uma mini horta portátil com um sistema de irrigação de pequenas proporções.

Quando: De 12/2 a 4/3*, quartas, das 10h às 13h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$25,00 / R$12,50 / R$7,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 14 anos

*Exceto dia 26/2

– Insetos Modulares em 3D

Com Daniel Seda e Fabíola Fonseca

Curso de introdução à modelagem e impressão 3D tendo como tema a biologia dos insetos. Além de abordar os aspectos técnicos para a criação de uma peça modelada em 3D, serão abordados elementos da biologia evolutiva para conduzir o processo de criação de uma criatura inédita.

Daniel Seda integra a equipe de educadores de Tecnologias e Artes do Sesc Avenida Paulista. É artista e pesquisador de origami e dos conceitos de software livre e código aberto.

Fabíola Fonseca é bióloga e artista.

Quando: De 13/2 a 5/3*, quintas, das 19h às 22h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 14 anos

* Exceto dia 27/2

– Natureza do Código: Simulações Físicas com Programação

Com Alexandre Villares e Monica Rizzolli

Curso que propõe uma introdução à programação e à arte computacional a partir de simulações físicas de fenômenos naturais desenvolvidas com programação na linguagem Processing, focando nos resultados visuais dessas simulações.

Monica Rizzolli é graduada em Artes Plásticas pelo Instituto de Artes da UNESP e possui especialização em desenho pela Kunsthochschule Kassel (Alemanha), na classe Johannes Spehr. Desde 2012 participa de projetos internacionais como MAK Center Artists and Architects (EUA), Creatives in Residence (China), Sweet Home (Espanha) e A.I.R. DRAWinternational (França). Em 2015 recebeu o prêmio MAK Schindler, do MAK-Viena

Alexandre Villares integra a equipe de educadores de Tecnologias e Artes do Sesc Avenida Paulista, e pesquisa o ensino de programação em contexto visual.

Quando:

Dias 19 e 20/2, quarta e quinta, das 14h30 às 17h30

Dia 18/2, terça, das 14h30 às 15h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 16 anos

– Programação e Natureza: Irrigação Automática com Arduino

Com Lucas Lopes

Curso que tem como objetivo a criação de um sistema automático de irrigação para jardins e hortas de pequenas proporções, utilizando o microcontrolador Arduino como elemento-chave do sistema. Além de uma introdução à programação e à utilização do Arduino, serão explorados os elementos básicos para a criação de sistemas automatizados.

Quando: De 20/2 a 5/3, quintas, das 10h às 13h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: R$25,00 / R$12,50 / R$7,50

Inscrição: Pré-inscrição online em sescsp.org.br/avenidapaulista, a partir de 29/1 (credencial plena) e 5/2 (público em geral)

Classificação: 14 anos

OFICINAS

– Sabonetes aromáticos

Com Otto Barros

Oficina para aprender as técnicas utilizadas na confecção de sabonetes artesanais.

A natureza nos oferece uma série de materiais que fazem bem para pele e para alma, e nestes encontros o grupo conhecerá esses materiais e a forma correta de utilizá-los.

Quando: De 7 a 9/1, terça a quinta, das 14h30 às 17h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Entrega de ingressos no local com 30 minutos de antecedência.

Classificação: 16 anos

– Plantas e flores de crochê

Com Nadia Pupo

Oficina de produção de folhas e flores com a técnica do crochê, de forma experimental e intuitiva. Entre os modelos estão antúrios, brinco de princesa, alamanda e flor do Maracujá.

Quando: De 16/1 a 6/2, quintas, das 10h às 13h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Entrega de ingressos no local com 30 minutos de antecedência

Classificação: 16 anos

– Com quantos gravetos se faz uma canoa

Com Engenharia Lúdica

Atividade para confeccionar canoas, barcos e jangadas, partindo de gravetos, sementes, folhas secas, papelão e outras miudezas orgânicas.

Quando: Dias 16 e 30/1, quintas, das 10h30 às 13h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Entrega de ingressos no local com 30 minutos de antecedência

Classificação: De 5 a 12 anos

– Quadros com plantas naturais

Com E.fem Flora

Oficina para aprender a confeccionar quadros com flores e folhas naturais. No processo, serão ensinadas técnicas para escolher, colher e secar as plantas selecionadas, para formar um pequeno jardim emoldurado.

A E.fem Flora trabalha no enquadramento de plantas depois de um processo de secagem meticuloso possibilitando a “eternização” da natureza em casa.

Quando:

De 12/2 a 4/3*, quartas, das 19h às 22h

De 14/2 a 6/3**, sextas, das 10h às 13h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Entrega de ingressos no local com 30 minutos de antecedência

Classificação: 16 anos

*Exceto dia 26/2

**Exceto dia 28/2

– Pássaros em aquarela sobre madeira

Com Leila Kelly Gualandi Oliveira

A aquarela é muito utilizada por artistas visuais e ilustradores e na maioria das vezes o suporte escolhido para aplicar a técnica é o papel. Mas e se aplicarmos em um suporte diferente, como a madeira? É essa a proposta desta oficina. Os participantes irão usar a aquarela para criar um objeto de arte em madeira. Aprendendo desde a elaboração do esboço, da preparação do suporte até a aplicação da tinta na madeira.

Não é necessário que o aluno tenha conhecimento prévio de desenho ou de aquarela, já que utilizaremos imagens impressas para produzir nosso projeto. Além disso, a oficina tem maior foco no primeiro contato do aluno com a técnica, ampliando seus horizontes para aplicar esse conhecimento em projetos futuros.

Quando: De 13/2 a 5/3, quintas, das 14h30 às 17h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Entrega de ingressos no local com 30 minutos de antecedência

Classificação: 12 anos

– Faça sua água de lavanda

Com Amanda Sérvulo

Uma intervenção aromática no 4° andar na qual o público cria sua Água de Lavanda natural, feita com óleo essencial, para usar em ambientes, lençol e corpo. Um momento de pausa, de dedicação ao fazer manual e de contato aromático com esta tranquila planta.

Amanda Sérvulo é psicoterapeuta de abordagem transpessoal, astróloga e leitora de alma. A aromaterapia e a terapia floral são suas principais abordagens de tratamento durante a jornada terapêutica. Formada pelo IBRA (Instituto Brasileiro de Aromaterapia) criou em 2014 a marca Sacerdotisa Alquimia, na qual cria sinergias de óleos essenciais e florais para rituais de autocuidado diário.

Quando: Dias 15 e 16/2, sábado e domingo, das 15h às 17h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Sem retirada de ingressos

Classificação: Livre

– Experimentações com Arte e Natureza

Com Andrea Aly

A atividade propõe sensibilizar o olhar dos participantes para a relação entre arte e natureza. Serão apresentados artistas que relacionam estes temas e que exploram exercícios de observação da natureza através do desenho, com exercícios de criação para explorar a utilização de pigmentos naturais no desenho.

O objetivo é estimular o processo criativo fornecendo suporte técnico e conceitual para a utilização de ferramentas das artes visuais como desenho de observação da natureza, criação de tintas através de pigmentos naturais como urucum, beterraba, cúrcuma, discussões teóricas e apreciação do que foi produzido.

Andrea Aly é artista, professora e educadora.

Quando: Dias 29 e 1/3, sábado e domingo, das 10h30 às 13h

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Entrega de ingressos no local com 30 minutos de antecedência

Classificação: 14 anos

PARA CRIANÇAS

– MIO – Micro Instalação Orgânica

Com Engenharia Lúdica

Usando monóculos, os participantes farão uma exploração óptica minuciosa e investigativa aos detalhes dos materiais orgânicos (folhas, pétalas, penas), normalmente imperceptíveis ao olho nu. A partir daí, farão associação de pequenos fragmentos para criar uma composição, uma constelação.

Quando: De 9/1 a 6/2*, quintas, das 10h30 às 13h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Entrega de ingressos no local com 30 minutos de antecedência

Classificação: De 5 a 12 anos

*Exceto dias 16/1 e 30/1

– Arqueologia Inventada

Com Engenharia Lúdica

Voltado para crianças e dentro do tema “arte e natureza”, a oficina Arqueologia Inventada propõe confeccionar “fósseis”, esqueletos de animais pré-históricos, dinossauros ou imaginários, usando gravetos, sementes, folhas secas, papelão e objetos do cotidiano. Um “verdadeiro sítio arqueológico” emergirá da brincadeira.

Quando: De 9/1 a 6/2, quintas, das 14h30 às 17h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Entrega de ingressos no local com 30 minutos de antecedência

Classificação: De 5 a 12 anos

– Animais amazônicos de pano

Com Vivendo da nossa arte

Com uma extensão de aproximadamente sete mil quilômetros quadrados, a Floresta Amazônica é a maior floresta tropical do mundo, estendendo sua área por nove países. Estima-se que haja dentro da floresta mais de 20% de todas as espécies de plantas e de animais de todo o planeta. São aproximadamente 1.400 espécies de peixe, 300 espécies de mamíferos e cerca de 1.300 espécies de aves. Mesmo assim, o desmatamento na Amazônia em 2019 já duplicou quando comparado aos últimos 4 anos. Por isso, nesta oficina o aluno é convidado a aprender a fazer bonecos de pano-animais típicos da Amazônia com técnicas de pintura em aquarela e bordado livre como forma de prestigiar e se conscientizar pela fauna do nosso país.

Nesta oficina, os alunos farão seus próprios bonecos de pano contemplando todas as etapas do processo: escolha dos tecidos, enchimento e costura, pintura em aquarela e aplicação de bordado.

Quando: De 10/1 a 7/2*, sextas, das 14h30 às 17h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Entrega de ingressos no local com 30 minutos de antecedência

Classificação: 12 anos

*Exceto dia 17/1

– Karpas fabulosas

Com Bruno Makia

Na oficina, o artista educador Bruno Makia convida os participantes a experimentarem diversas técnicas de pintura aquarelada sobre tecido. Cada participante será convidado a utilizar manchas coloridas para criar padrões únicos de pinturas em birutas em formato de carpa, animal cuja imagem está ligada à muitas simbologias e fábulas em diversas culturas e contextos.

No oriente, por exemplo, relaciona-se a ideias de resistência, coragem, perseverança, prosperidade e longevidade. O artista toma emprestado a forma do das bandeiras do Koinobori (“Subida das carpas”, numa tradução direta do japonês) que os pais tradicionalmente hasteiam no Dia dos Meninos no Japão em homenagem às crianças da casa. Ao se apropriar da forma do objeto já conhecida também no Brasil por conta do grande número de descendentes de japoneses, Bruno Makia por sua vez inverte a tradição e homenageia seus próprios pais, Katsuko e Fabio, adotando as sílabas iniciais de seus nomes no título da oficina. Pois, de sua mãe carrega consigo o interesse pelas artesanias e apreço pelos acabamentos bem pensados, e de seu pai aprendeu a fazer das gambiarras uma escolha poética. A oficina celebra as ancestralidades, a liberdade, a arte, os encontros e a vida.

Quando:

De 12/1 a 2/2, domingos, das 14h às 15h30

De 12/1 a 2/2, domingos, das 15h30 às 17h

De 12/1 a 2/2, domingos, das 17h às 18h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Entrega de ingressos no local com 30 minutos de antecedência

Classificação: De 5 a 12 anos

INSTALAÇÃO

– Fitossintetizador

Com Plantrix

Instalação interativa que “lê” folhas de plantas de espécies diversas e converte todos os detalhes da folha em uma composição musical, traduzindo as nervuras da planta em uma melodia gerada pelo computador. Os participantes podem colocar uma folha de planta no dispositivo para descobrir qual é o som gerado por aquela planta específica, e são convidados a explorar as diferentes sonoridades que cada folha possui.

Formada por Vitor Barão, Lídia Ganhito e Vinícius Fernandes, Plantrix é uma plataforma de investigação criativa da relação entre tecnologias digitais e a natureza.

Quando: De 8 a 29/2*, sábados, das 14h30 às 17h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Sem retirada de ingressos

Classificação: Livre

*Exceto dia 22/2

– Constelação de saberes

Com Edgar Calel

Tecido de desenhos pré-hispânicos e atuais da cultura Maya, extraídos de cerâmicas e têxteis que fazem referência a conexão que existe entre as plantas, os animais, as pessoas e a natureza como um todo. Para tal, serão utilizadas diferentes tonalidades de argila e outros pigmentos naturais para sua execução, com a intenção de que a terra se comunique diretamente conosco.

Quando:

De 1 a 20/2, terças a sábados, das 10h às 22h

De 2 a 16/2, domingos, das 10h às 18h30

Onde: Tecnologias e Artes (4º andar)

Quanto: Grátis

Inscrição: Sem retirada de ingressos

Classificação: Livre

SERVIÇO:

NATURALIZA-SE

Cursos e Oficinas

Quando: de janeiro a março de 2020

Local: Tecnologias e Artes (4º andar)

Como participar: Verifique valores e necessidade de inscrição ou retirada de ingressos em sescsp.org.br/avenidapaulista

SESC AVENIDA PAULISTA

Avenida Paulista, 119, São Paulo

Fone: (11) 3170-0800

Transporte Público: Estação Brigadeiro do Metrô – 350m

Horário de funcionamento da unidade:

Terça a sábado, das 10h às 22h.

Domingos e feriados, das 10h às 19h.

Horário de funcionamento da bilheteria:

Terça a sábado, das 10h às 21h30.

Domingos e feriados, das 10h às 18h30.

#SescAvenidaPaulista #Naturalizese #Biojoias #Aquarelabotanica #Botanicabordada #VivencianaAldeia #Monotipiacomplantas #Aromaterapia #Mucuna #Bioartesanato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*