Pato Branco, Toledo, Santa Cruz de La Sierra e Serra Talhada são as próximas bases da Azul

Expectativa é que destinos nacionais e internacionais entrem para a malha aérea da companhia até o fim deste ano.

São Paulo, 28 de agosto de 2018 – Cidades do Paraná, de Pernambuco e da Bolívia serão as próximas bases de operação da Azul. A companhia pretende inaugurar voos para Pato Branco e Toledo, no Paraná, Serra Talhada, em Pernambuco, e Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, até o fim do ano. Somando a Rosário, Córdoba, Mossoró e São José dos Campos, a Azul fechará 2018 com oito novos destinos em sua malha aérea, que já é a mais extensa do país. Mais que ofertar voos entre as cidades, o início das operações regulares da empresa estimula o progresso da região, impulsionando a economia local com o surgimento de novas oportunidades de turismo e de negócios.

Das quatro bases previstas para o ano, três aguardam a certificação do aeroporto pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Além da documentação do órgão regulador, Serra Talhada, no sertão pernambucano, passa por obras de finalização do aeródromo. No caso de Santa Cruz de la Sierra, a pendência para as operações da Azul passa pela internacionalização do aeroporto de Cuiabá, em Mato Grosso, de onde partirão os voos com destino à cidade boliviana. Em virtude do atraso, a companhia adiou o início das frequências entre as cidades para 01º de dezembro.

Para o diretor de alianças da Azul, Marcelo Bento Ribeiro, a abertura das bases de operação previstas para o ano será importante para fomentar novas oportunidades de turismo e negócios.

“O Brasil é imenso, com dimensões continentais. A Azul acredita no potencial econômico do país e por isso tem por base do seu modelo de negócios o desenvolvimento da aviação regional. Concretizar uma operação regular é um marco para muitas cidades que, com a Azul e suas parceiras, passam a se conectar a todas as regiões do Brasil e do mundo. Esse plano de regionalização cria um novo mercado e gera um natural desenvolvimento econômico para a região que passa a contar com o transporte aéreo”, destaca Bento.

Encontro em Campinas

Em parceria com a Frente Nacional de Prefeitos, no início do mês, a Azul sediou um encontro com prefeitos de cidades de vários estados brasileiros para reforçar o interesse da companhia em expandir a aviação regional no país. O evento contou com a participação da ANAC e Infraero e discorreu sobre infraestrutura aeroportuária, aspectos da aviação regional, malha aérea, custos e desenvolvimento econômico. No início do ano, a Azul tornou pública a vontade em operar em 35 cidades brasileiras, a maioria das cidades contempladas na reunião em Campinas e nos anúncios de novas bases realizados pela empresa.

Sobre a Azul

A Azul S.A. (B3: AZUL4, NYSE: AZUL) é a maior companhia aérea do Brasil em números de cidades atendidas, com 780 voos diários e 107 destinos. Com uma frota operacional de 118 aeronaves e mais de 10.000 funcionários, a Companhia possui 217 rotas em 30 de junho de 2018. Neste ano, a Azul conquistou o prêmio de melhor companhia aérea da América Latina pelo TripAdvisor Travelers' Choice e em 2017, foi eleita a melhor companhia aérea low-cost da América do Sul pelo sétimo ano consecutivo pela Skytrax. A Azul também foi a companhia aérea mais pontual do Brasil e a companhia low-cost mais pontual nas américas no ano passado, de acordo com o ranking mundial da OAG. Para mais informações, visite www.voeazul.com.br/ri.

Deixe um comentário