Palácio dos Bandeirantes abre as portas com programação especial pelo 196 anos da Proclamação da Independência do Brasil

Fachada de 65 metros de largura vira tela gigante com projeção de luz mapeada. Atrações incluem também apresentação montada da Orquestra de Clarins da Banda da Polícia Militar, encenação dos dias que antecederam a Independência e representação com cavalos da tela “Independência ou Morte”, de Pedro Américo (foto).

O Governo do Estado de São Paulo abre as portas do Palácio dos Bandeirantes entre os dias 7, 8 e 9 de setembro, com uma programação especialmente preparada para o Dia da Independência do Brasil. Serão três dias para os visitantes imergirem nesse grande momento histórico brasileiro.

Estão em exposição na sede do governo paulista mais de 200 obras do Museu do Ipiranga, Pinacoteca do Estado e Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo. Além disso, o visitante terá oportunidade de ver a apresentação montada da Orquestra de Clarins da Banda da Polícia Militar, feita sobre 13 cavalos. Outros 7 cavalos, da cavalaria do Batalhão 9 de Julho farão a representação da tela “Independência ou Morte”, de Pedro Américo.

De forma inédita, as noites nos jardins do Palácio dos Bandeirantes serão mais culturais e iluminadas. De sexta-feira a domingo, das 18h às 19h, a partir do dia 7 de setembro até o dia 23, apresentações recontarão momentos que antecederam a independência do Brasil.

A história será revivida de forma animada e colorida, em imensa tela artística com efeitos visuais que usam técnica moderna de projeção de luz mapeada em superfícies com relevo. A fachada do Palácio dos Bandeirantes será usada como tela, com seus de 65 metros de largura e 32 de altura, para prestar uma homenagem à Independência do Brasil.

Cada apresentação terá duração de 8:30 minutos e reconta a viagem de Dom Pedro I, de Santos até as margens do Ipiranga, onde proclamou a Independência. Para isso, serão usados projetores de alta tecnologia que somam 120 mil ANSI lumens de potência e foram produzidas pelo estúdio Visualfarm, especializado na técnica. (Demonstração do trabalho - projeções mapeadas: https://bit.ly/2PE8qvo)

Exposição: Arte e História nas Coleções Públicas Paulistas 

Até 20 de janeiro de 2019, a população tem a oportunidade de visualizar mais de 200 peças trazidas do Museu Paulista (Museu do Ipiranga), da Pinacoteca do Estado e também do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo que estão expostas no Palácio dos Bandeirantes. A sede do governo paulista, que também funciona como palácio museu aberto ao público, reúne pela primeira vez, desde o início de agosto, em uma única exposição, os três mais antigos acervos culturais do Estado. A mostra contém peças de valor histórico e cultural para os paulistas e para o Brasil, e estão divididas entre o hall, o mezanino e o 1º andar do Palácio dos Bandeirantes.

O Museu do Ipiranga passa por uma grande reforma, com previsão de reabertura em 2022, mas a população tem agora a oportunidade de ver parte das obras em exposição no Palácio dos Bandeirantes. Como uma carruagem do final do século XIX, telas de Benedito Calixto e Antonio Ferrigno, móveis das elites paulistas que reproduziram um quarto e uma sala de palacete. Uma coleção de 50 ferros de passar roupas, entre outras dezenas de louças, também estão à mostra. Uma reprodução da tela “Independência ou Morte”, de Pedro Américo, faz parte da exposição; o original não tem condições técnicas para seu deslocamento do Museu Paulista, por isso a necessidade de reprodução.

Uma grande atração é o ateliê de restauro que as pessoas podem conferir ao vivo. Trata-se da maquete de gesso do projeto original do Museu Paulista, feita na década de 1880, que serviu para apresentar à sociedade e autoridades da época. A maquete tem 5 metros de largura por 1,27 de altura e 3,16 de profundidade. É a primeira restauração em quase 140 anos.

Também fazem parte da visita apresentações teatrais representando uma discussão criativa de momentos que antecederam a Independência do Brasil. As apresentações acontecem todos os finais de semana e também neste feriado do Dia da Independência.

SERVIÇO:

Exposição - Arte e História nas Coleções Públicas Paulistas

As visitas são gratuitas e estão abertas ao público de terça-feira a domingo, de hora em hora, a partir das 10h até as 16h, até 20 de janeiro de 2019. Educadores acompanham as visitas para contextualizar as obras.

Programação Especial Dia da Independência para os dias 7, 8 e 9 de setembro

10h00 - Abertura para visitação com apresentação teatral

16h00 - Visitação expositiva

16h30 - Apresentação montada da Orquestra de Clarins, da Banda da Polícia Militar do Estado de São Paulo (acontecerá apenas uma apresentação, no dia 7)

17h00 - Encenação da Independência do Brasil com o Batalhão da Cavalaria 9 de Julho - Pelas Ruas de 1822, nos jardins do Palácio.  

18h30 - Projeção Mapeada - jardins do Palácio (seguirá nos dias 14, 15, 16, 21, 22, 23, 28, 29 e 30 de setembro).

19h - Encerramento das atividades

Local: Palácio dos Bandeirantes - Av. Morumbi, 4.500 - São Paulo/SP

HASHTAGS: #ProclamacaodaIndependenciadoBrasil #Independencia #PalaciodosBandeirantes

Deixe um comentário