Novas ideias para incentivar a leitura durante o ensino à distância e as férias escolares

Há 53 anos no mercado de livrarias, a Leitura é referência no que diz respeito ao consumo de livros.

Adaptação foi uma das palavras mais presentes no vocabulário de profissionais da área da educação no ano de 2020. O distanciamento social trouxe novas vertentes e caminhos com o fim de aplicar o ensino para todas as idades, graus de ensino e áreas do conhecimento. Com as crianças, o assunto, por mais delicado que seja, deve ser sempre uma discussão em voga e abordada de maneira a esclarecer essa necessidade. Incentivar os estudos, sobretudo a leitura, é um ato que qualifica e otimiza o processo pedagógico das crianças. O ato de ler é um método eficaz na absorção do aprendizado, além de estimular as crianças com a imaginação e distração durante a quarentena e período de férias.

Dado o contexto do distanciamento social e o ensino remoto ou híbrido, surgem novas maneiras para conquistar os mais novos quando o assunto é ler um livro. Uma ideia é separar a semana em dias específicos e com abordagens diferentes de leitura como quadrinhos, trava-línguas, poemas, entre outras opções atrativas para a crianças.

Neste contexto, há 53 anos no mercado de livrarias, a Leitura é referência no que diz respeito ao consumo de livros e, frente aos desafios e mudanças em decorrência do isolamento social, apoia e estimula essas novas metodologias de incentivo ao hábito de ler. A rede, que já é maior em unidades físicas no Brasil, disponibiliza milhares de títulos, de gêneros variados que ajudam à incentivar um entretenimento saudável e de qualidade para os pequenos.

Mais informações estão disponíveis em: www.leitura.com.

#Leitura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*