Mulheres que inspiram: de funcionária a empreendedora em 5 anos

Nayllê (em pé) e seus colaboradores. Foto: Arquivo Pessoal.

Mulheres que inspiram mulheres tem sido uma crescente no mundo empresarial. Segundo mostra o Índice de Igualdade de Gênero (GEI), de 2020, da Bloomberg empresas que possuem mulheres como CEO tem mais mulheres nos cargos de direção. A pesquisa mostra que estas empresas remuneram cerca de 10% a mais essas profissionais.

É o que vemos na Minds English School, com a CEO Leiza Oliveira que inspira e promove a cargos importantes, mulheres de todo o Brasil. A rede de franquias de inglês tem 65% dos cargos de gerência preenchido por mulheres. “Nossa rede é estruturada com planos de carreiras acessíveis à todos! Ter essa força feminina motiva e nos fortalece ainda mais”, explica a CEO que abre muitas oportunidades nas mais de 70 escolas de inglês do país.

Foi o caso de Nayllê Pereira,30, em 2015, recém formada em biologia, percebeu que seguir na área de saúde não era exatamente o que queria. Precisando de um emprego, de preferência que não exigisse experiência, respondeu à um anúncio de uma escola de inglês em Macapá. Fellipe Oliveira, dono da primeira unidade de Macapá, relembra quando contratou a jovem que na época estava com 23 anos: “Tudo o que eu vi foi a simplicidade e a simpatia da Nayllê. Ela estava sempre sorrindo e era essa a imagem que eu queria passar para todos que entrasse na escola”, afirma Felipe Oliveira franqueado da Minds idiomas em Macapá.

Em 2017, surgiu uma vaga no setor administrativo, e Fellipe decidiu dar uma oportunidade à Nayllê. “Lembro de chorar muito. Expliquei para o Felipe que tinha medo de não conseguir. Não era a minha área. E, ele pacientemente, me acalmou e disse que eu teria todo o apoio”, relembra a futura franqueada da segunda unidade da Minds de Macapá, Nayllê Pereira

O crescimento foi tão visível, que em 2018, os dois foram à convenção anual (Evento da rede). “Na convenção conheci a Leiza Oliveira. Ter acesso a essa mulher, empreendedora, e com uma trajetória incrível me inspirou a querer ser dona do meu próprio negócio. A partir desse dia nunca mais sosseguei. Até que em 2019 conquistei o prêmio de Gerente Administrativa das mãos dela”, confidência Nayllê, franqueada da nova unidade de Macapá.

Nayllê e Fellipe, na convenção de 2019. Foto: Arquivo Pessoal.

A segunda escola de Macapá está na fase de reformas e tem uma perspectiva de inauguração para Janeiro de 2021. Nayllê será sócia com o Fellipe, seu gestor da primeira unidade de Macapá. ” Meus pais, amigos, e conhecidos me ajudaram a me capitalizar para ser sócia do meu antigo chefe, Fellipe. Ver esse apoio deles e do próprio Fellipe em confiar a mim a parte administrativa me deixa confiante nesse novo projeto”, explica a franqueada da segunda unidade de Macapá.

A rede tem modelos de negócio – P , M e G – cada modelo exige um capital a partir de 139 mil reais. O faturamento de uma unidade pode chegar a 80 Mil reais mensais. “A Minds me abriu portas enquanto eu estava perdida e sem saber o que queria fazer. Hoje eu vou ser dona de uma unidade. Sempre tive força de vontade, mas o que eu sinto pela rede é gratidão! Espero que a minha história, assim como a da Leiza, incentive outras mulheres!” finaliza Nayllê.

Acesse e veja as condições especiais na pandemia para ter a sua prórpia escola: http://www.mindsidiomas.com.br e/ou mande um direct no instagram para @vivi_minds

#MindsEnglishSchool #GEI @Bloomberg

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*