Linha Biopsor da Biozenthi auxilia no tratamento da psoríase e pode diminuir uso de corticoides

De uso seguro para veganos e celíacos, Linha Biopsor, da Biozenthi, conta com quatro produtos voltados para o controle dos sintomas da doença no corpo e couro cabeludo.

Atingindo cerca de 3% da população mundial, a psoríase é uma doença de pele relativamente comum e que se caracteriza por lesões avermelhadas e descamativas que surgem em regiões como o couro cabeludo, cotovelos, joelhos, pés e mãos. “Autoimune e crônica, a doença não tem cura, mas pode ser tratada através do uso de pomadas ou cremes com corticoides em sua composição, que visam regularizar a aparência da pele e reduzir a inflamação e a formação de placas descamativas. Porém, após um período de tempo, os corticoides tendem a não fazer mais efeito e, a longo prazo, podem até mesmo causar efeitos colaterais indesejados”, explica Márcio Accordi, biólogo geneticista e diretor da Biozenthi Laboratórios Cosméticos. Pensando em uma forma de contornar o problema a Biozenthi apresenta a linha de produtos Biopsor, que foi especialmente desenvolvida para auxiliar no tratamento da psoríase sem a necessidade do uso excessivo de corticoides.

Contando com quatro produtos, sendo dois para o couro cabeludo (Biopsor Shampoo e Biopsor Creme hidratante e Condicionante) e dois corporais (Biopsor Sabonete Corporal e Biopsor Creme Hidratante Corporal), a linha Biopsor conta com ingredientes botânicos de alta hidratação que garantem o controle e o equilíbrio da pele de quem sofre com psoríase, como os extratos de calêndula (ação calmante) e aloe vera (dermoprotetor), e os potentes óleos de rosa mosqueta (hidratação e regeneração cutânea), de abacate (umectante) e de semente de uva (hidratante e antioxidante), além dos óleos essenciais de copaíba e menta. “Livres de glúten e ingredientes de origem animal, os produtos da Linha Biopsor possuem um pH equilibrado particularmente pensado para promover a melhora da inflamação e da aparência da pele sem causar agressões ao tecido, garantindo assim uma pele sem eritemas ou pruridos”, destaca o diretor da Biozenthi Laboratórios Cosméticos.

A primeira parte da linha, que é voltada para o tratamento da doença no couro cabeludo, corresponde a um shampoo de alta permeabilidade e um potente creme hidratante e condicionante que, juntos, auxiliam na diminuição da irritabilidade e inflamação na região. Livres de sulfato e perfumes, o uso de ambos os produtos é fundamental para evitar que os sintomas da psoríase apareçam na área dos cabelos. Quanto ao modo de uso, Márcio explica que o shampoo da linha deve ser aplicado no couro cabeludo com movimentos de massagem, deixando agir por alguns segundos e então enxaguando em seguida. “Já o creme hidratante deve ser aplicado com movimentos de massagem sobre o couro cabeludo ainda úmido após a higienização com o Shampoo Biopsor. Sem enxágue, o produto pode ser utilizado duas vezes ao dia se necessário.”

Já a segunda parte da Linha Biopsor visa o controle da psoríase no corpo, que, de acordo com Márcio Accordi, é mais complicado do que no couro cabeludo. Dessa forma, a Linha Biopsor Corporal conta com um sabonete para diminuir a irritação e o processo inflamatório da pele e um creme hidratante corporal capaz de manter a hidratação do tecido por um longo período de tempo. “Para utilizar o Biopsor Sabonete Corporal aplique-o sobre a pele duas vezes por dia, massageando suavemente e então enxague o produto completamente. Em seguida, aplique uma quantidade suficiente do Biopsor Creme Hidratante Corporal com movimentos suaves de massagem.”

Em testes laboratoriais de eficácia comprovou-se que a ação dos produtos para o couro cabeludo foi eficaz no controle da psoríase em 90% dos casos, com resultados visíveis após uma semana de uso. Já com relação aos produtos corporais os resultados foram em torno de 60% após duas semanas de uso diário. “Além disso, entre os voluntários que testaram o produto a necessidade do uso de medicamento a base de corticoides para o tratamento da doença diminuiu cerca de 60%. Porém, antes de iniciar qualquer tipo de tratamento é fundamental que você consulte um médico dermatologista. Apenas ele poderá realizar uma avaliação de sua pele e do grau da doença e indicar os melhores métodos para o controle de cada caso”, finaliza Márcio Accordi, biólogo geneticista e diretor da Biozenthi Laboratórios Cosméticos.

#Biopsor #Biozenthi #LinhaBiopsorCorporal #MarcioAccordi #ShampooBiopsor

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*