Comportamento: Quem é você?

Lucélia Ourique

Por incrível que pareça, ainda temos dificuldades de entender quem somos, o que nos deixa irritado ou triste. A questão é que cada pessoa é única e diferente, e que quando nos conhecemos 50% dos nossos problemas estão resolvidos, os outros 50% é se adaptar ao mundo e olharmos com compaixão as pessoas.

Fácil né? Nada disso!!

As organizações estão cada vez mais selecionando profissionais pelo perfil comportamental, com isso, utilizam diversas ferramentas para processos seletivos e desenvolvimento de equipes e lideranças.

Como consultora de Negócios e Carreira, eu trabalho com duas Ferramentas de desenvolvimento pessoal, PDA e Eneagrama. O PDA trabalha com cinco eixos de risco e relatórios de competências, além de diversos aspectos de mudanças. É um relatório que você receberá uma devolutiva de um profissional certificado, uma ferramenta online. Já o Eneagrama é uma ferramenta de Autoconhecimento individual, no processo através de vivências, onde a própria pessoa deve descobrir seu tipo e seu centro de Habilidade.

O Enegrama propõe nove tipos de comportamentos, nove tipos de perfis comportamentais que ajudam no processo autoconhecimento, no relacionamento pessoal e no desenvolvimento do ser humano. É uma ferramenta baseada em leis matemáticas e 60 e 70 foram adaptas na teoria das personalidades.

Para Domingos Cunha, autor de oito livros sobre o tema, o enegrama “é como uma casa, com nove quarta e nove janelas, lá na infância você escolheu uma janela e ali ficou, desenvolveu sua personalidade e esqueceu de sua essência.” Comportamento = Personalidade.

A palavra personalidade vem de persona – máscara, repetimos comportamentos que na nossa infância foram aceitos, então desenvolvemos habilidades com essa personalidade, porém somos muito mais do que isso. Com o Eneagrama você consegue perceber e analisar como as pessoas são diferentes e como cada tipo se comporta.

A importância de sabermos quem somos, faz a toda a diferença para enfrentarmos nosso dia a dia, dificuldades e desafios com as pessoas, pois cada um é diferente. Sabemos que os maiores problemas dentro das organizações são: Comunicação e Gestão de Conflitos

Por mais que as empresas invistam em treinamentos e ferramentas de desenvolvimento, é importante ressaltar que o processo é individual, e que as pessoas precisam se conhecer para mudar, auto responsabilidade é a palavra certa, porque ninguém muda ninguém, e o mundo é feito por pessoas, então inicia agora, já sabe QUEM É VOCÊ DE VERDADE?

Organizações são pessoas e pessoas são complexas!

Lucélia Ourique, Idealizadora e Mediadora da Ourique Consultoria e do Papo de RH

#PDA #Eneagrama #OuriqueConsultoria #PapodeRH #LuceliaOurique

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*