Como manter um sorriso saudável na pandemia

Na pandemia a higiene e saúde bucal devem ser observadas com atenção.

No cenário de pandemia em que as palavras de ordem são “fique em casa”. No entanto, a preocupação com a saúde permanece e assim como existem exercícios físicos que podem ser realizados na sala de casa, a higiene e saúde bucal devem ser observadas com atenção. A Dra Simone Cesar, também conhecida nas redes sociais como “Dentista Musical”, possui mais de 20 anos de atuação na área de odontopediatria, e compartilha dicas para manter o sorriso em dia até a próxima ida ao dentista.

– Bebês também precisam de atenção na higiene bucal: A higiene pode ser realizada com gaze ou fralda de pano umedecida, uma vez ao dia.

– Atenção na escolha da escova de dentes: Ao selecionar uma escova de dentes, principalmente infantil, é importante observar o formato da estrutura da escova. Deve ter cabeça pequena, contornos arredondados e cerdas macias para não machucar a boca.

– A quantidade ideal de creme dental para os pequenos: A quantidade de pasta de dentes colocada na escova faz diferença. Crianças menores de 3 anos (que ainda não sabem cuspir) devem usar a quantidade equivalente a um grão de arroz crú. Para a faixa-etária acima de três anos, pode-se utilizar a quantidade de um grão de ervilha.

– Observar a higiene bucal dos jovens: Na fase da adolescência é normal que haja um descuido com a higiene bucal, mas uma boa conversa e consulta com especialista são fundamentais. Os problemas bucais mais comuns na adolescência são cárie e gengivite, resultados desse descuido com a higiene.

-É possível fazer uma visita segura ao consultório: Caso seja necessária, a visita deve ser feita com tranquilidade, seguindo as recomendações de uso de máscara, no seu profissional de confiança. Ao chegar no local deve ser feita uma triagem com aferição de temperatura. Além disso, as salas de espera devem respeitar a distância mínima.

-Para evitar medos e traumas de dentista: “Se possível, não deixe que a primeira consulta ao dentista se dê em um momento de dor e emergência, pois a criança pode estar estressada, com dor e medo. Podendo não ter uma experiência agradável nessa consulta. Outro ponto, é não incutir seus receios nas crianças, pois existem técnicas que aplicamos no consultório com o intuito de criar bons momento para a experiência das crianças. Elas ouvem histórias, brincam com escovas de dentes gigantes e até ganham recompensas por bom comportamento.”, afirma a profissional.

Dra Simone Cesar: é odontopediatra e ortodontista, formada pela USP e atende em clínica no Brooklin, SP, junto a outros profissionais de diversas especialidades. Acredita no poder da informação atrelada ao universo lúdico para desmistificar os medos que envolvem consultório de dentista. Nas redes sociais, atende pelo perfil @dentistamusical no Instagram, Youtube e TikTok, com mais de 1,8 Milhão de seguidores.

#DentistaMusical
#USP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*