Com exposições inéditas, a Fábrica de Arte Marcos Amaro reabre suas portas

Fama Museu. Crédito: divulgação

A Fábrica de Arte Marcos Amaro reabriu suas portas para visitação no dia 14 de novembro de 2020, com ambiente em plena reforma e restauração, novas normas de segurança frente à pandemia e três exposições inéditas!

A reabertura segue as orientações da Prefeitura da Estância Turística de Itu e as medidas de proteção, saúde e higiene estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e órgãos brasileiros de Saúde Pública. Foram instalados tapetes sanitizantes nas portas das salas expositivas, todos os visitantes deverão passar pela medição de temperatura e o uso de máscara será obrigatório.

Estudos e Anotações | Tarsila do Amaral

Exposição Estudos e Anotações reúne, de forma inédita, 203 obras de Tarsila do Amaral que estavam guardadas por mais de cinco décadas da vista do público. Com curadoria de Aracy Amaral e Regina Teixeira de Barros, a mostra apresenta desenhos raros, esboços e estudos que ajudavam na formação do pensamento artístico de Tarsila e, por vezes, serviam de base para sua obra pictórica.

Produzidas entre 1910 e 1940, as obras registram as várias fases da artista e apresentam temas recorrentes em sua linguagem. Na ocasião da abertura da exposição, será lançado o livro Tarsila do Amaral – Estudos e Anotações, pela editora WMF Martins Fontes. Ao longo de 256 páginas, a publicação reúne mais de 200 desenhos raros da artista, realizados durante suas viagens.

Ontologias | Cabral, André Albuquerque e Marcos Amaro

A coletiva Ontologias, traz ao público esculturas, pinturas e desenhos de Cabral, André Albuquerque (Kandro) e Marcos Amaro. Os artistas partem da reflexão de que a ontologia é o estudo do “ser enquanto ser”, algo que o filósofo alemão Martin Heidegger denominava como “aquilo que torna possível as múltiplas existências”.

Juntos, Amaro, Cabral e Kandro abrem a intimidade de seus processos artísticos e trazem suas reflexões sobre a existência. Eles se voltam para dentro e retratam na matéria suas emoções, e mostram ao espectador suas maneiras de agir e os motivos que sustentam seus trabalhos. A proposta de Ontologias vai além de uma exposição, e, a longo prazo, pretende ser um grupo de reflexão entre artistas diversos.

As tragédias ambientais de Brumadinho e Mariana deixaram rastros sedimentados e não devem ser esquecidas. É a partir dessa ideia que se constrói a mostra individual de Marcelo Moschetta, Rejeito. Na exposição, o artista está no limite da temporalidade, e reflete sobre o ciclo da vida e sua impermanência.

Vencedor do edital FAMA Museu e Campo da 15ª SP-Arte, Moschetta realizou uma residência no espaço do museu e durante dois meses, e contou com a ajuda de uma equipe para realizar uma instalação a partir de folhas e galhos recolhidos das árvores do museu, que se transformaram em moldes para então serem cozidos em cerâmica.

Os ingressos serão disponibilizados no site do Museu (famamuseu.org/) e visitas acontecem mediante hora marcada. O ingresso para visitação ao FAMA Museu é gratuito, salvo a atual exposição Estudos e Anotações, de Tarsila do Amaral, cujo valor é de R$ 10,00 a inteira, R$ 5,00 a meia.

#FabricadeArteMarcosAmaro #PrefeituradaEstaanciaTuriisticadeItu #FAMAMuseu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*