Bolo de chantilly é opção de renda para quem perdeu emprego na pandemia

Especialista em confeitaria ensina como a atingir o ponto ideal para decorar bolos. Foto: Divulgação

Em meio a demissões e a necessidade de buscar uma nova fonte de renda em tempos de pandemia mundial, muitos brasileiros têm se reinventado na hora de pagar as contas. Dentro da própria casa, a cozinha, antes lugar de comer o pão, passou a ser também o local onde se trabalha para ganhá-lo.

A produção de bolos festivos têm se destacado nesse sentido. Para se ter uma ideia, o mercado da confeiteira movimentou sozinho, em 2019, um total de R$ 16,3 bilhões segundo a Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP). Um crescimento de 8,6% em relação ao ano de 2018.

Para o chef patissier da Rich do Brasil, uma empresa multinacional americana especializada em soluções de alimentos e bebidas, Flávio Duarte, o êxito dos bolos festivos se dá graças a um ingrediente específico: o chantilly!

“Esse creme aveludado atende a todos os públicos: festas de aniversário, casamentos, batizados, chá revelação, lanche da tarde… O que acontece é que ele é fácil de manusear, barato e delicioso”, afirma. “Neste ano, em que se aumentou muito o mercado de ‘faça você mesmo’, muitas pessoas que estavam desempregadas viram nos bolos uma opção de renda”, concluiu.

Que tal aprender a manusear esse ingrediente e garantir uma renda a mais? O chef patissier ensina como achar o ponto ideal para decorar seus bolos, confira!

“Você tem os ingredientes básicos para fazer o chantilly natural? Ótimo! Contudo, se você quiser praticidade, há a opção de adquirir o creme para fazer o chantilly, encontrado no mercado. O importante é observar as instruções do rótulo, a qualidade e a validade do produto, pois esses detalhes farão diferença no resultado do seu chantilly”, recomenda. “Depois, basta somente levar a embalagem à geladeira, mas o ideal é colocar o conteúdo em um recipiente, pois assim o creme vai gelar por igual. Depois de bem gelado, bata manualmente ou em uma batedeira”, completa.

“Você deve ter o cuidado de não bater muito, caso contrário, o creme pode se tornar uma manteiga e perder o aspecto de chantilly. Quando o creme estiver firme, a ponto de não cair do fuê, é hora de parar de bater”, ensina.

Dica importante: Observe que o chantilly vai formar picos no batedor de arame. Se você continuar a bater, o creme vai virar uma manteiga doce e não será mais possível reverter para virar chantilly!

Depois de pronto, o chantilly pode ser usado em coberturas, bolos, merengues e doces. Se for armazenar, coloque-o em um recipiente fechado com um plástico na geladeira por até quatro dias.

#ABIP #RichdoBrasil #chantilly

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*