Aplicativos e ferramentas digitais tornam-se essenciais para as empresas na pandemia

Busca por desenvolvedores de apps no Google teve crescimento de 100% entre abril e julho no país.

A pandemia modificou profundamente o comportamento de compra dos brasileiros. De um dia para o outro, grande parcela da população – acostumada a comer fora de casa e a fazer compras em shoppings e lojas de rua – viu-se obrigada a mudar o caminho até seus pratos prediletos e suas lojas favoritas. O trajeto, antes feito de carro, a pé, de bicicleta ou de metrô, passou a ser feito na palma da mão, por meio dos mais variados aplicativos de entregas, tanto de comida como dos demais itens de consumo.

Do outro lado do balcão, milhões de empreendimentos que até então não mantinham qualquer presença online foram obrigados a adequarem-se rapidamente à nova realidade. Diante do isolamento social, a única forma de alcançar os seus consumidores seria marcando presença no mundo virtual, por meio de sites ou de aplicativos próprios.

Não à toa, as buscas pela expressão “desenvolvimento de aplicativos” no Google cresceram 100% em julho na comparação com abril, segundo mês da pandemia. Conforme a empresa de tecnologia RankMyApp, a expectativa é de que o mercado mundial de criação de apps movimente até o ano que vem nada menos do que US$ 6,3 trilhões, o equivalente a mais de três vezes o PIB brasileiro (estimado em US$ 1,9 trilhão). Atrás da Indonésia, o Brasil é o segundo país onde este mercado mais cresce na atualidade.

Casa do Construtor passa por revolução digital

Para a Casa do Construtor, maior rede brasileira de franquias especializada na locação de máquinas e equipamentos de pequeno porte para a construção civil, a pandemia foi o momento de uma verdadeira virada tecnológica. Desde março, a empresa implantou várias ferramentas visando fortalecer o contato virtual com seus clientes, conexão que deve se tornar ainda mais relevante e facilitar as locações no chamado “novo normal”.

Uma das inovações implementadas na rede foi o cadastro inteligente, que verifica as informações dos consumidores junto às bases de dados do governo, com o objetivo de verificar se o CPF ou CNPJ informado é valido. Combinada ao uso de biometria facial, a medida é fundamental no sentido de prevenir fraudes nas locações.

OrthoDontic e ValeCard apostam em novos aplicativos

A OrthoDontic, maior rede de clínicas de ortodontia do país, acaba de lançar um aplicativo que reúne funcionalidades voltadas aos clientes e franqueados da rede. O app não ocupa muito espaço na memória de celulares e tablets e promete otimizar o tempo de pacientes, franqueados e funcionários, servindo para o agendamento ou a remarcação de consultas, a verificação do histórico de consultas e pagamentos, entre outras funções.

Já a ValeCard, uma das maiores empresas de meios de pagamento eletrônicos do Brasil, acaba de lançar uma nova versão do aplicativo Benefício ValeCard. Disponível nas lojas App Store (iOS) e Play Store (Android), o app conta com as funções de desbloqueio/ativação do cartão, alteração da senha, consultas (extrato de transações, rede credenciada por ponto de referência, rede credenciada por categoria) e solicitações (segunda via do cartão, bloqueio por perda/roubo).

#RankMyApp #CasadoConstrutor @OrthoDontic @ValeCard

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*