Alunas da rede estadual são vacinadas no estado de São Paulo

 

Estudantes com nome de Esperança foram escolhidas para marcar o final da imunização de jovens e adultos; faltantes ainda podem participar da repescagem.

A imunização visa dar maior segurança às famílias para o retorno às aulas presenciais.

No dia 16 o estado de São Paulo, mais uma vez, avança no combate à pandemia e na vacinação contra a Covid-19. Em coletiva no Instituto Butantan, o Governador João Doria anunciou oficialmente o encerramento da imunização de todos os adultos de São Paulo e o início da repescagem dos faltantes. Esta marca tão esperada foi denominada ‘Dia da Esperança’.

“Hoje no estado de São Paulo, até o final do dia, 98% de todas as pessoas com mais de 18 anos estarão vacinadas com pelo menos uma dose da vacina […] hoje portanto é o Dia da Esperança”, declarou João Doria.

Para marcar a data, quatro alunas da rede estadual com 18 e 19 anos foram vacinadas. Em comum, além da imunização e de serem estudantes, todas possuem Esperança no nome.

“Hoje é um dia realmente muito importante, porque o estado alcança o direito de todas as pessoas com 18 ou mais anos de terem a vacina no braço. E com quatro estudantes da rede pública de vários lugares aqui do nosso estado que estão representando neste momento os milhares de jovens que estão sendo vacinados”, afirmou o Secretário Estadual da Educação Rossieli Soares.

Esperança Maria Gomes Rodrigues, Esperança Aparecida de Jesus Martin Izidoro, Eliane de Jesus Esperança e Gabrielly Esperança dos Santos foram as escolhidas para o final simbólico da vacinação de jovens e adultos no Estado.

“Estou muito alegre por estar vindo tomar a primeira dose aqui no Butantan como representante da minha escola. Não estou, ainda, totalmente imunizada, mas já fico mais tranquila”, disse Esperança Maria, natural de Esperantina-PI, que segundo sua mãe teve seu nome escolhido após um parto muito difícil, no mês de setembro. Para ela, Esperança é um nome forte, que define seu sentimento diante da dificuldade do parto. Vale lembrar que em Esperantina, no mês de setembro, a população festeja Nossa Senhora da Boa Esperança.

“Estou me sentindo muito privilegiada de estar participando deste evento, por essa nova experiência e de estar representando todos os alunos da rede estadual”, afirmou Gabrielly Esperança. “Hoje está sendo um dia muito especial para mim. Eu estou muito feliz e muito bem em estar aqui hoje”, completou Eliane Esperança.

Todas as estudantes receberam a primeira dose da Coronavac. A segunda dose deve ocorrer em até 28 dias. “Esse dia está sendo bem divertido, fiquei um pouco assustada, mas ocorreu tudo bem”, brincou Esperança Aparecida.

Início da vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos

No dia 18 de agosto, adolescentes com comorbidades, deficiências, gestantes e puérperas, de 12 a 17 anos, poderão se vacinar em todo o Estado de São Paulo.

Para o público geral desta faixa etária, a imunização começa a partir do dia 30. Entretanto, esses prazos dependem exclusivamente do cumprimento das entregas já anunciadas pelo Governo Federal, uma vez que o imunizante utilizado será o do laboratório Pfizer, que possui autorização da Anvisa para uso dentro desta faixa etária. E o Governo de São Paulo não pode realizar compra direta com o laboratório por conta do contrato da empresa com o Ministério da Saúde.

A imunização destes jovens e crianças tem também como objetivo dar maior segurança às famílias para o retorno às aulas presenciais. A volta às aulas, porém, não está condicionada à vacinação e já acontece nas escolas estaduais desde o dia 2.

#InstitutoButantan
#Covid19
#Anvisa
#Pfizer
#Coronavac

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*