Abertas as inscrições para concurso mundial que vai eleger “Melhores Vilas Turísticas”

Candidaturas devem ser enviadas ao Ministério do Turismo que, após seleção, indicará três destinos como representantes brasileiros no concurso da OMT.

O objetivo é identificar aldeias ou vilarejos, ou seja, povoados ou cidades de pequeno porte que adotem estratégias inovadoras e transformadoras para o turismo em áreas rurais.

O Ministério do Turismo recebe, desde a quinta-feira (1º.07), inscrições para um concurso global liderado pela Organização Mundial do Turismo (OMT) que vai eleger as “Melhores Vilas Turísticas” do mundo em áreas rurais. Cada país, por meio de suas autoridades máximas de turismo, poderá indicar três destinos. Assim, para definir os representantes brasileiros no concurso, o MTur receberá, até 21 de julho, propostas de entidades públicas ou privadas que desejem participar da seleção. As inscrições devem ser enviadas ao e-mail [email protected]turismo.gov.br.

O objetivo é identificar aldeias ou vilarejos, ou seja, povoados ou cidades de pequeno porte que adotem estratégias inovadoras e transformadoras para o turismo em áreas rurais, alinhadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) – um conjunto de metas em temas fundamentais para o desenvolvimento humano, como redução das desigualdades, padrões sustentáveis de produção e de consumo e crescimento econômico inclusivo.

“Como um país-membro da OMT e reeleito na última semana a uma vaga no Conselho Executivo da organização, apoiamos a iniciativa, que deve promover o turismo como indutor da valorização e preservação das nossas vilas rurais, incluindo belezas naturais, conhecimento e a diversidade cultural e gastronômica dos nossos destinos para o mundo”, destaca o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

Podem participar da Chamada Pública localidades rurais com até 15 mil habitantes, que abriguem atividades tradicionais, como agricultura, silvicultura, pecuária ou pesca e que compartilhem valores e estilo de vida da comunidade. 

Além dos pré-requisitos já definidos pela OMT, detalhados AQUI, o Ministério do Turismo levará em consideração outros três critérios para classificação dos destinos: estar posicionado digitalmente e conseguir divulgar seus produtos turísticos; possuir ações de turismo de base comunitária ou produção associada a cadeias, como a de alimentos e de artesanato; e dispor de um evento tradicional com visitação turística no calendário oficial.

Acesse AQUI a Chamada Pública.

BENEFÍCIOS

Por meio de um selo, a OMT identificará as “Melhores Vilas Turísticas”, que servirão de exemplo de destinos rurais na relação com bens culturais e naturais, preservação e promoção de valores rurais e comunitários e defesa da inovação e da sustentabilidade nos aspectos econômicos, sociais e ambientais. O resultado do concurso será anunciado em outubro, durante a Assembleia Geral da Organização Mundial do Turismo, prevista para ocorrer em Marraquexe, no Marrocos.

A OMT também disponibilizará um programa de apoio a aldeias e vilas que não tenham sido classificadas, neste primeiro momento, para obter o selo. E, ainda, criará uma rede para troca de experiências, boas práticas, conhecimentos e oportunidades no desenvolvimento do turismo rural.

“Queremos reconhecer a singularidade de cada vila e mostrar as melhores iniciativas para fazer do turismo um meio para um futuro melhor no meio rural. À medida que retomamos o turismo, trabalhamos para garantir que não deixemos ninguém – e nenhuma aldeia – para trás”, declarou o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*