Turismo gastronômico é tema de festival na Serra da Mantiqueira e Sul de Minas

Evento reunirá durante o inverno restaurantes e similares de mais de 30 cidades e terá duração de dois meses.

Tornedor de Fillet Mignon com raspa de queijo Raclette da Soberanos Steak House, de Andradas/MG.

1º Festival Gastronômico Sabores da Montanha, evento que reunirá simultaneamente mais de 30 municípios da Serra da Mantiqueira paulista e Sul de Minas Gerais, consolidará as duas regiões como um dos maiores polos gastronômicos do país, devido à sua diversidade culinária.

O festival, o maior do Brasil em duração, será realizado entre os dias 2 de junho e 30 de julho de 2023 e reunirá os principais restaurantes, gastrobares, pizzarias, lanchonetes, hamburguerias, cafeterias, bistrôs, sorveterias, padarias, docerias, cervejarias, produtores artesanais e similares da região da montanha.

Também será o primeiro evento do gênero a reunir as cidades da Serra da Mantiqueira paulista e mineira, que tradicionalmente realizam festivais individuais, de acordo com suas demandas sazonais, já que a maioria dos municípios tem vocação turística.

Durante os meses de junho e julho são esperados cerca de 3,5 milhões de turistas, de acordo com estimativas das prefeituras, que subirão a serra nas férias em busca de natureza, aventura, momentos a dois, relax e, claro, boa gastronomia.

“O festival tem o principal objetivo de divulgar o potencial gastronômico das duas regiões, que possuem excelentes restaurantes, dos mais simples com comida típica caipira, até os mais luxuosos e renomados, com alta gastronomia. E, nas duas pontas, produtores artesanais dos mais variados segmentos, que focam o escoamento de sua produção na própria região, auxiliando na valorização e no fomento do turismo gastronômico regional”, explica Jéssica Aquino, gerente de Marketing da Sabores da Montanha, associação gastronômica formada por empresários do setor e organizadora do festival.

Até o momento, no estado de São Paulo, há representantes gastronômicos nos municípios de Campos do Jordão, Cunha, Espírito Santo do Pinhal, Pindamonhangaba, Santo Antônio do Pinhal, São Bento do Sapucaí, e São Francisco Xavier. Já em Minas Gerais, participarão as cidades de Andradas, Baependi, Brazópolis, Bueno Brandão, Cambuí, Caxambu, Córrego do Bom Jesus, Cristina, Extrema, Gonçalves, Itajubá, Itamonte, Maria da Fé, Monte Verde, Piranguinho, Pouso Alegre, Poços de Caldas, Santa Rita do Sapucaí, São Lourenço e São Thomé das Letras.

“O número, no entanto, poderá crescer até a proximidade do evento, pois diversos municípios localizados próximos às cidades participantes também demonstraram interesse em incrementar o festival”, acrescenta Jéssica Aquino. 

Luganega, a linguicade fabricação artesanla de porco caipira da Odana Cervejaria, de Goncalves/MG.

PRATOS EXCLUSIVOS

Para participar os estabelecimentos deverão criar um prato exclusivo para o Festival. As cervejarias, cafeterias e docerias também poderão criar produtos específicos.

Os pratos ou criações deverão ter valores acessíveis a moradores e turistas, que serão fixados pelos próprios restaurantes. Na prática, nada muda no dia a dia de um restaurante. O Festival pensou em aproveitar a estrutura própria dos estabelecimentos para a realização do evento, com todos os cuidados necessários.

A data limite para adesão dos estabelecimentos ao Festival é 28 de fevereiro de 2023. Portanto, para o estabelecimento não ficar de fora do material de divulgação, deverá manifestar interesse até esta data. Após 28 de abril, terá início

a confecção de todo o material necessário (impresso, produção de chamadas para TV e spots de rádios) para a divulgação do Festival.

Risoto de Fillet Mignon com Pinhão da-Flor do Zucca Restaurante, deGoncalves/MG.

ALGUNS DOS PARTICIPANTES

Animados em particpar do festival, muitos dos restaurantes terão sua primeira experiência em eventos deste tipo. Em comum, a maioria está atendendo ao tema do evento, que é a utilização de insumos produzidos na região para a preparação dos pratos.

Flor de Zucca Restaurante, localizado em Gonçalves (MG), por exemplo, participará com um saboroso Risoto de Filet Mignon, que terá em sua receita uma iguaria típica da Mantiqueira e que é usada no preparo de diversos pratos, o pinhão. O prato será acompanhado com arroz arbóreo, vinho tinto e cogumelos.

Também de Gonçalves, a Odara Cervejaria criou para o festival sua Luganesca, um prato produzido com linguiça de porco caipira, de fabricação artesanal, com compota de cebola roxa caramelizada e bacon. O chef Júlio Dias usou três ingredientes básicos para produzir o prato.

Já a Soberanos Steak House, de Andradas (MG), disponibilizará aos clientes participantes do festival o seu Raclette Soberano, um Tornedor de filé mignon com raspa de queijo Raclette mineiro, batatas assadas com bacon, molho branco e salada de rúcula com tomate cereja e pesto. O prato, que serve duas pessoas, certamente irá agradar os amantes do churrasco e de um bom queijo mineiro.

GRUPO SABORES

A Sabores da Montanha pertence ao Grupo Sabores, uma associação formada por empresários do setor gastronômico que objetiva a divulgação e valorização da gastronomia típica da Serra da Mantiqueira. O grupo também gerencia a Sabores da Praia, que reúne os quatro municípios do litoral norte de São Paulo (Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba), além da Sabores Rio, que contempla a cidade do Rio de Janeiro e os municípios litorâneos do estado.

SERVIÇO:

1º FESTIVAL GASTRONÔMICO SABORES DA MONTANHA  

Início: 2 de junho de 2023

Término: 30 de julho de 2023

Informações: (11) 9-5435-3665 | @saboresdamontanha_br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*