No mês das crianças faça uma “Vakinha” para realizar sonhos mirins

Plataforma de financiamento coletivo recebe cerca de 2 mil vaquinhas diariamente e incentiva as doações no mês das crianças.

Site de vaquinhas permite que doadores ajudem milhares de crianças em situações precárias.

Toda criança deveria ter acesso a condições básicas de saúde, lazer e poder viver a infância da forma que ela deve ser vivida, acumulando experiências positivas para a construção de personalidades e aprendizado sobre os desafios futuros. O Vakinha, site de vaquinhas on-line do Brasil, dá a oportunidade para que doadores ajudem, com qualquer contribuição, milhares de crianças em situações precárias, com falta de suporte educativo e cultural ou mesmo sem condições básicas para brincar, principalmente na data comemorativa que é dedicada só a elas.

O cenário ficou mais caótico este ano com a pandemia da covid-19. O crescimento do número de campanhas com viés solidário foi de quase 40%. De 1,2 mil vaquinhas abertas diariamente, o número saltou para uma média diária de 2 mil. Além disso, o valor repassado a campanhas dedicadas ao terceiro setor foi nove vezes maior que a média. “No primeiro semestre de 2020, tivemos 325 mil vaquinhas, contra 190 mil no primeiro semestre de 2019”, comenta Luiz Felipe Gheller, CEO do Vakinha. “Crianças carentes foram um dos grupos vítimas, principalmente as que vivem sozinhas e têm menos meios que os adultos à sua disposição para driblar momentos como esses”, lamenta o CEO.

E como exemplo disso tem o Projeto Criança Feliz, que leva um pouco de conforto e carinho para áreas carentes de Cascavel, no Paraná, por meio de doações em doces ou dinheiro pelo Vakinha. Sua meta é arrecadar somente R$ 500 reais, mas ainda precisa da ajuda de doadores para isso.

Já o Dia das Crianças Solidário, do Projeto Boas Novas, tem meta de alcançar R$ 2 mil, mesmo com pequenas doações. Todo o dinheiro arrecadado será revertido para a compra de brinquedos para uma comunidade de São Vicente, no litoral de São Paulo.

Além de se dedicar ao futebol, o Grêmio Rio também tem a importante missão de levantar doações para o Dia das Crianças. A intenção é arrecadar valores para a compra de brinquedos, que serão distribuídos para crianças que vivem em comunidades do Rio de Janeiro.

Projeto AdaptaRio.

Outros projetos vão além da distribuição de brinquedos individuais. No Rio de Janeiro, o AdaptaRio luta pela construção de brinquedos acessíveis em parques públicos para crianças com deficiências físicas. Criado por três jovens de menos de 20 anos dedicados em projetos sociais, sua meta é arrecadar R$ 9,5 mil para conseguir implementar os brinquedos.

Também é o caso da vaquinha do Gabriel, que nasceu com uma condição genética que causa baixa estatura acentuada e membros desproporcionais, além de outras deformidades. Com meta de alcançar R$ 160 mil, alcançou cerca de R$ 65 mil para a cirurgia corretora. Os gastos incluem a cirurgia e honorários com equipe médica, passagens aéreas, hospedagem por 45 dias em São Paulo, deslocamentos, medicamentos, consultas e sessões de fisioterapia.

Gabriel .

É muito simples contribuir com as vaquinhas: o usuário se cadastra na plataforma com rapidez e segurança e faz a doação para a vaquinha com a qual se identificar. Quanto mais compartilhar com suas redes sociais, maior o engajamento e as possibilidades de arrecadações para a campanha. “O Vakinha é uma plataforma que oferece fácil acesso e navegabilidade tanto para quem cria a vaquinha como para quem quer doar. Já apoiou as mais diversas causas sociais e é um meio seguro e transparente de realizar doações e proporcionar mais sorrisos neste Dia das Crianças”, finaliza Felipe.

@Vakinha #ProjetoBoasNovas #AdaptaRio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*