McDonald’s muda uniforme de seus funcionários

Escolha dos novos modelos será feita pelos próprios colaboradores dos restaurantes.

Escolha dos novos modelos será feita pelos próprios colaboradores dos restaurantes.

Nas próximas semanas, os cerca de 2 milhões de clientes diários do McDonald’s irão notar uma diferença nos restaurantes da rede. Os mais de 50 mil funcionários estarão trajando novos uniformes. Os novos modelos, a serem escolhidos por eles mesmos, trazem looks esportivos com listras e cores e modelagens confortáveis para trabalhar. As novas peças também são mais modernas, despojadas e dinâmicas, que atendem uma nova geração de funcionários e clientes.

“A rede está numa constante transição, que procura valorizar cada vez mais a personalidade de cada atendente e deixá-lo mais próximo dos consumidores. Queremos que os novos modelos sejam a cara de quem trabalha conosco e também surpreendam nosso público. Justamente por isso, deixaremos a escolha na mão da equipe. A implementação das novas peças acontecerá ao longo do ano”, explica Paulo Camargo, presidente da Divisão Brasil da Arcos Dorados, franquia que opera a marca McDonald’s na América Latina.

Looks modernos e despojados refletem o investimento da empresa em inovação.

Looks modernos e despojados refletem o investimento da empresa em inovação.

Eleição do modelo preferido

O conjunto de cores, conforto e qualidade foram os principais requisitos para a estilista Patricia Saada desenhar os primeiros modelos. “Quando recebi o convite para assinar a criação dos uniformes foi uma das maiores satisfações que eu poderia ter, porque eu consegui unir duas paixões: o mundo da moda e do McDonald’s”, conta Patrícia, que é filha de um franqueado da rede e participou de um projeto que a capacita para dar continuidade aos negócios do pai.

“O processo de criação também envolveu um comitê com diversas áreas da companhia para termos propostas mais eficientes. Além disso, oferecemos a oportunidade para todos elegerem o modelo preferido, o que reflete a melhor forma que eles querem ser representados. Isso demonstra muito a nova maneira de liderar da empresa: apoiar as decisões levando as opiniões das pessoas sempre em consideração como forma de reconhecimento a elas”, acrescenta Paulo Camargo.

Com a missão de conectar os conhecimentos da operação de um restaurante à moda, a estilista selecionou duas opções para os atendentes: um modelo que faz referência aos chefs de cozinha e outro mais despojado, desenhado para traduzir a alegria dos funcionários, por meio de cores vivas. Além disso, terão modelos para os anfitriões e gerentes, entre outros.

Patricia Saada

Patricia Saada: conexão com a moda.

A estilista

Patricia Saada formou-se em Design de Moda pela Universidade Veiga de Almeida, em 2006. Passou dois anos nos Estados Unidos sendo treinada pelos melhores profissionais da área de Consultoria de Imagem.

É formada pelo Fashion Institute of Technology (FIT), certificada em Análise de Guarda Roupa e Personal Shopper no StyleWorks, com Carol Davidson, e em Análise de Cor e de Estilo por Dominique Isbecque, no Image Resource Center of New York – onde também trabalhou por um ano.

É membro da Association of Image Consultants International (AICI), a maior associação internacional para Consultores de Imagem do mundo.

Deixe um comentário