Dicas para contratar seguros de viagem para suas férias de julho

Em alta, produto registrou crescimento de 13% nos primeiros meses deste ano, de acordo com dados da SulAmérica.

FUNDAMENTAL. Contar com um seguro viagem garante a segurança e a tranquilidade para sua família.

Com a aproximação das férias escolares de julho, muitas famílias já estão planejando suas viagens. Seja para destinos nacionais ou internacionais, ou para as diferentes modalidades de transporte, como avião, ônibus ou carro, é fundamental contar com um seguro viagem para garantir a segurança e tranquilidade nos merecidos dias de descanso.

Imprevistos podem acontecer a qualquer momento, desde pequenos contratempos, até situações mais graves, como emergências médicas, repatriação sanitária e extravio de bagagem, e estar protegido pode fazer toda a diferença e evitar muito estresse. “Um seguro viagem adequado é mais do que uma precaução, é uma necessidade para assegurar uma experiência positiva e sem preocupações”, comenta Victor Bernardes, diretor de Vida e Previdência da SulAmérica.

Esse tipo de produto vem registrando crescimento expressivo nos últimos tempos – principalmente por conta do aumento da renda média da população brasileira, o que impulsiona o turismo. Somente no primeiro trimestre de 2024, a alta foi de 13% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Pensando no bem-estar e segurança para os momentos de lazer, a SulAmérica preparou dicas essenciais para ajudar na contratação do seguro viagem. Confira:

  1. Entenda as necessidades da sua viagem: considere o destino, o clima e a culinária local. Além da duração da viagem e as atividades e passeios que serão realizados. Se for uma viagem internacional, existem alguns destinos que pedem como obrigatoriedade um seguro viagem, como os países que pertencem ao Tratado de Schengen, entre eles Alemanha, Espanha, França e Portugal, além de Cuba, Equador, Austrália e Catar. Mas além disso, estar em um país estrangeiro sem o respaldo de um seguro pode sair muito caro para o bolso. Lugares como Estados Unidos, onde não é obrigatório o seguro para a entrada no território, possuem custos médicos elevados, e uma torção simples pode gerar prejuízo.
  2. Verifique a cobertura: certifique-se de que o plano que você adquiriu oferece uma cobertura médica e odontológica adequada, principalmente se o segurado já tiver doenças preexistentes. Além de reembolso de despesas farmacêuticas, repatriação médica, assistência funerária etc. “A SulAmérica, por exemplo, possui opções com diferentes limites de cobertura, desde o básico até o mais completo”, diz Bernardes.
  3. Cancelamento da viagem: infelizmente, imprevistos podem ocorrer antes da viagem começar. Sejam questões de saúde, trabalho, família ou até desastres naturais, é importante ter uma cobertura para cancelamentos e interrupções, garantindo reembolso em situações específicas.
  4. Problemas com bagagem: chegar no destino e não estar com seus pertences é um grande inconveniente, e, sem dúvidas, causa muito de estresse. Então, escolha um plano que ofereça uma boa cobertura para extravio, dano ou furto de bagagem e analise os valores de indenização e as condições, de acordo com os pertences que irá levar com você.
  5. Prática de esportes radicais: se a viagem inclui atividades esportivas e radicais, é necessário conferir se o seguro possuí cobertura específica para a prática escolhida, como esqui, rafting, escalada, ciclismo, mergulho, entre outras.
  6. Atendimento 24 horas: os imprevistos não têm hora para acontecer, por isso, a disponibilidade de assistência 24 horas por dia garante apoio imediato em situações de emergência, independentemente do fuso horário ou da localização do viajante. Veja se a seguradora escolhida tem suporte via WhatsApp.
  7. Documentação: uma necessidade em todas as viagens é ter a documentação em dia e de forma acessível. Pode parecer óbvio, mas muita gente acaba enfrentando dificuldade por perder ou esquecer algum documento importante. Então, tenha seus documentos em mãos para qualquer imprevisto, anote contatos importantes, como números de emergência, instale os aplicativos do seguro viagem e certifique-se dos serviços disponíveis de modo offline, já que a internet pode oscilar com a mudança de localização.
  8. Despesas jurídicas: geralmente, a assistência jurídica é uma cobertura adicional que é oferecida pelas seguradoras. Ela garante que a seguradora cobrirá um determinado valor a ser utilizado com honorários advocatícios para assistência jurídica em casos de acidente de trânsito. Observe se o seguro viagem que você está contratando inclui esse tipo de cobertura ou não.
  9. Contratação simplificada: o e-commerce se tornou uma opção bastante prática para os brasileiros que buscam comodidade, praticidade e autonomia para pesquisar e adquirir o seguro viagem. Em menos de cinco minutos já é possível efetuar a contratação, de forma online e bem simplificada.
  10. Preço acessível: o valor médio do seguro viagem é de R$ 250 por pessoa, e representa menos de 2% dos custos totais de uma viagem internacional. “No caso de viagem nacional, esse custo é ainda menor. Temos observado cada vez mais as pessoas se preocupando em adquirir também o seguro para viagens dentro do próprio Brasil”, finaliza o executivo da SulAmérica.

#FériasDeJulho #SeguroDeViagem #Férias #Viagens #Seguros # SulAmérica #DicasSeguroDeViagem

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*