Como a atividade física beneficia a saúde neurológica

Prática regular de exercícios ajuda desde a prevenção de doenças até o alívio de sintomas, mas é importante consultar um médico especialista.

A atividade física é benéfica para a função cognitiva, equilíbrio, força, o que ajuda tanto na prevenção de doenças neurológicas como no alívio de sintomas.

As doenças neurológicas impactam diretamente na vida das pessoas, afetando diversas funções cognitivas e motoras. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse tipo de problema, como é o caso de Alzheimer, Parkinson, Esclerose Múltipla, Epilepsia, entre outras, é responsável pela morte de cerca de seis milhões de indivíduos anualmente. Além disso, crises de enxaqueca, depressão e até mesmo ansiedade entram na lista de malefícios que afetam a população em geral.

De acordo com o Dr. Antônio Araújo, médico neurocirurgião da Clínica Araújo & Fazzito e do Corpo Clínico do Hospital Sírio-Libanês, o hábito de se exercitar contribui diretamente para a saúde, inclusive na prevenção e tratamento de doenças neurológicas. “A atividade física é benéfica para a função cognitiva, equilíbrio, força, o que ajuda tanto na prevenção de doenças neurológicas como no alívio de sintomas”, explica o especialista, que ressalta também a importância de procurar um especialista. “Os exercícios ajudam e são importantes, mas não substituem o tratamento ou a orientação de um médico”.

PENSANDO NISSO, O DR. ARAÚJO LISTOU MOTIVOS PARA DEIXAR O SEDENTARISMO DE LADO. CONFIRA!

Melhoria da Função Cognitiva – Ao realizar atividades físicas regulares, o hormônio irisina é liberado em nosso corpo. Entre diversos benefícios, ele auxilia na memória. “Estamos falando de um hormônio que melhora o funcionamento dos neurônios e reduz o esquecimento, ou seja, importante para demências como o Alzheimer”, comenta o neurocirurgião.

Manutenção da Mobilidade – A prática de exercícios de impacto é muito recomendada para pacientes com Parkinson. De acordo com o Dr. Araújo, eles ajudam na produção de dopamina, neurotransmissor que atua de diferentes formas no sistema nervoso, estando relacionada, por exemplo, com o humor e o prazer. “Esse hormônio atua no sistema nervoso central para facilitação do movimento, do equilíbrio e da destreza, além de ser importante para o circuito de emoções do cérebro”, comenta ele.

Melhora da força e equilíbrio – Como já se sabe, determinados exercícios ajudam na força e no equilíbrio, entre eles, musculação, caminhada e corrida. Esse tipo de prática pode ser muito benéfica para pacientes com esclerose múltipla. “O hábito pode auxiliar na diminuição da fadiga, pois é associado a um treino aeróbico, podendo melhorar na força e equilíbrio dos pacientes”, explica. “Vale lembrar que trata-se de uma doença que não tem cura, assim como muitas outras, mas a prática de exercícios contribui para uma melhor qualidade de vida e até mesmo o retardo da condição”, complementa.

Redução de crises epiléticas – Os pacientes que sofrem com epilepsia podem obter uma melhora significativa nas crises ao realizar exercícios físicos diariamente. “O aumento dos níveis de noradrenalina e endorfina auxiliam como protetores do sistema neurológico, ajudando na diminuição de episódios epiléticos”, explica.

Efeito anti-inflamatório e analgésicos naturais – Casos de enxaquecas, depressão e ansiedade podem ser amenizados com exercícios físicos. “A liberação de endorfina e serotonina é a principal aposta para auxiliar nas fortes dores de cabeça, pois os hormônios atuam como analgésicos naturais. O cortisol – hormônio do estresse – pode ser reduzido através da prática saudável, gerando um efeito anti-inflamatório para o tratamento das doenças”, finaliza.

Mas é importante lembrar que todas as atividades físicas devem ser indicadas e realizadas com acompanhamento de profissionais, como médico e educador físico.

SERVIÇO:

A Clínica Araújo e Fazzito – Localizada em São Paulo, é especializada no atendimento ao paciente neurológico, oferece tratamento abrangente. Conta com uma equipe multidisciplinar de profissionais gabaritados e com formação nacional e internacional, que inclui neurologistas clínicos, neurocirurgiões e neuropsicólogos. A clínica preza pela excelência no atendimento, estabelecendo uma relação de confiança, cuidado e transparência. Oferece o tratamento mais adequado, considerando cada caso, através de abordagem personalizada e humanizada.

#AtividadeFisica #SaudeNeurologica #DoencasNeurologicas #Neurologia #DrAntonioAraujo #ClinicaAraujoEFazzito @drantonioaraujo @clinicaaraujoefazzito @neurologia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*