6 dicas de ouro para você educar melhor seus filhos

A recomendação é seguir certas diretrizes que devem ser aplicadas, de acordo com cada realidade

Não existe manual de instruções para a incrível missão de criar os filhos, porém, é sabido que atitudes positivas no dia a dia influenciam os pequenos a desenvolver seu próprio potencial. “A história de cada família é diferente, por isso é que não existem regras. A recomendação é seguir certas diretrizes que devem ser aplicadas, de acordo com cada realidade”, explica Filipe Colombini, psicólogo, orientador parental e fundador da Equipe AT.

Confira, a seguir, as dicas do especialista para educar melhor seus filhos!

1. Crie uma conexão com o pequeno: passar momentos juntos e criar laços de amor e confiança é algo essencial para a relação entre pais e filhos. “Faz parte desse envolvimento conhecer seu próprio filho, saber do que ele gosta, formar seus valores e, além disso, conseguir se adaptar às mudanças da criança durante seu crescimento e desenvolvimento psicológico”, propõe o psicólogo.

2. Seja um porto seguro: é fundamental oferecer suporte emocional para o seu filho, escutando e entendendo ele tanto em momentos ruins quanto nos considerandos bons. “Pais devem ser sempre uma fonte de validação para seus filhos, por isso, comportamentos incômodos que a criança possa emitir, nunca devem estar relacionados ao cuidado e ao amor que você tem por ela”, diz Colombini.

3. Saiba lidar com as frustrações: nem sempre é possível fazer tudo que seu filho quer e é normal que pais e filhos, por vezes, fiquem frustrados. “Porém, essas situações surgem como uma ótima oportunidade educacional”, afirma Colombini. “Faz parte da vida ficar frustrado, por isso, a melhor forma de ensinar seu filho como lidar com esse sentimento é com acolhimento e validação nos momentos difíceis junto à família e nesse ambiente de cuidado e aprendizagem”, explica o orientador parental.

4. Coloque regras e limites: o estabelecimento de direitos e deveres de forma consciente é muito importante na criação de um filho, afinal, saber seguir regras é uma habilidade essencial para a vida em sociedade. “Dizer não também é necessário na criação de um pequeno, principalmente caso ele quebre algum combinado firmado com a família. Isso faz com que ele entenda que sempre existem e existirão consequências para suas atitudes”, aconselha o especialista.

5. Tenha um bom controle emocional: conseguir dominar seus próprios sentimentos e ser um bom exemplo para os pequenos mesmo em momentos de raiva ou frustração é um exercício diário que todo pai deve fazer. “A autorregulação é o que garante que pais e mães, que são modelos para seus filhos, agirão de forma racional e não reproduzirão padrões de comportamento prejudiciais para as crianças”, comenta Colombini. “É importante destacar também que os pais também erram. Lidar com esses erros também será um grande modelo para as crianças”, complementa o psicólogo.

6. Pais devem estar unidos na criação dos filhos: relacionamentos conjugais podem acabar, mas, definitivamente, esse não pode ser um motivo para abalar a união necessária para educar bem uma criança. “Algo a ser evitado a todo custo é o ataque e contra ataque entre os pais a partir da relação com os filhos”. Essa é uma atitude que só causa danos para a saúde mental de todos e, principalmente, do seu filho”, alerta Colombini.

#EducacaoInfantil #EducacaoFilhos #Educacao #FilipeColombini #PsicologiaInfantil #Psicologia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*