Yili investe 3 bilhões de yuans na Nova Zelândia para construir a maior base integrada de produção de laticínios do mundo

Os líderes chineses e Nova Zelândia o primeiro-ministro John Key estão desvendando Yili Grupo Oceania Base de Dados de Produção. Depois de ser informado pela Pan Gang, presidente do Grupo Yili, o presidente Xi apresentou pessoalmente ao Grupo John Key (PRNewsFoto / Inner Mongolia Yili Industrial)

Os líderes chineses e Nova Zelândia o primeiro-ministro John Key na cerimônia de abertuda da base de operações do Yili Group na Oceania.

Em 21 de novembro (hora local), líderes chineses e o primeiro-ministro da Nova Zelândia, John Key, conjuntamente apresentaram a Yili Oceania Production Base, que é o primeiro projeto de um novo pacote de cooperação entre os dois países. O projeto, abrangendo embalagens, produção, processamento e pesquisa e desenvolvimento (R&D, em inglês) é a maior base integrada de produção de laticínios do mundo. 

O Yili pôs um investimento de mais de 3 bilhões de yuans no projeto, situado em Waimate, South Island, Nova Zelândia, incluindo o investimento anterior de RMB 1,2 bilhão e o recém acrescentado investimento de 2 bilhões de yuans. 

Foi informado que o novo investimento será usado em quatro partes, incluindo um projeto de processamento em profundidade de leite cru, um projeto de leite UHT líquido, uma fábrica de produção de leite em pó e uma fábrica de embalagens. O projeto de processamento em profundidade de leite cru e o projeto do leite UHT líquido, com um investimento de RMB 200 milhões e aproximadamente 500 milhões de yuans, respectivamente, se tornará o maior e o de mais alta tecnologia de seu tipo na Nova Zelândia. 

No mesmo dia, o Yili Group e a Universidade Lincoln assinaram um Acordo de cooperação científica para a inteira cadeia da indústria de laticínios. Conforme o acordo, os dois lados vão cooperar em profundidade, com base em seus recursos exclusivos e vantagens tecnológicas, focando na estratégia da indústria de laticínios inteira. O primeiro passo é focar em tecnologias inovadoras para melhorar a nutrição e a garantia de qualidade dos produtos laticínios nos próximos anos. A Universidade Lincoln, com uma história de 136 anos, é a única especializada em ciências agrícolas e alimentícias do hemisfério sul e uma instituição de pesquisa de categoria mundial na área.  

O Yili foi o único grupo a assinar dois projetos de cooperação durante a visita dos líderes chineses à Nova Zelândia e também convidado para a exposição agrícola conjunta sino-neozelandesa e almoço de boas-vindas, estabelecendo um novo recorde na história do comércio e cooperação econômica sino-neozelandesa em termos de valor de projeto e envolvimento em atividades diplomáticas.

Deixe um comentário

*