Yellow expande área de atuação de ebikes e patinetes elétricos em São Paulo

Novo perímetro é 7km² maior e passa a incluir o bairro de Moema e a região do Parque do Ibirapuera.

A Yellow, empresa brasileira de soluções de mobilidade urbana individual, amplia a sua área de atuação para ebikes e patinetes eletricos em São Paulo - primeira cidade a receber o serviço da empresa no Brasil.

Com a novidade a Yellow cresce em 7km² a sua área de atuação de elétricos na capital paulista. Agora o total é de 28km² e a expansão deve continuar nas próximas semanas. “Em novembro a área de atuação triplicou, atendendo os bairros Brookiln, Chácara Santo Antônio, Pinheiros, Cidade Monções e Vila Madalena. Agora estamos também em Moema e nas imediações do Parque Ibirapuera”, disse um dos fundadores da Yellow, Ariel Lambrecht.

Operação

Os patinetes elétricos Yellow estão na cidade desde 6 de agosto de 2018. Para destravá-lo a pessoa paga R$ 3 + R$ 0,50 a cada minuto de uso. A operação das bikes elétricas começou em 11 de março de 2019 com o preço de R$5,00 para o desbloqueio mais R$ 0,40 a cada minuto de uso.

Patinetes e bicicletas elétricas estão disponíveis todos os dias da semana das 6 às 22 horas em um dos 40 pontos privados parceiros. O usuário pode encerrar a corrida dos patinetes em um desses pontos ou em qualquer local da área de atuação, contanto que tome cuidado para não atrapalhar o fluxo de pedestres. As ebikes podem ser deixadas em um desses pontos ou em qualquer local da área de atendimento onde o estacionamento de bicicletas seja permitido (paraciclos e vagas comum de veículos, perpendicularmente ao sentido da via). No final do dia a Yellow recolhe os equipamentos para recarga, manutenção e limpeza. E, na manhã seguinte, os disponibiliza novamente para uso nos pontos privados.

Assim como em todas as cidades onde a Yellow atua, as corridas podem ser pagas com cartão de crédito e dinheiro. Os créditos para uso das bicicletas poderão ser comprados em dinheiro em bancas de jornal e lojas, entre outros estabelecimentos parceiros espalhados pela cidade, como lanchonetes, que vão receber o valor em espécie e transferir, na hora, o montante para o app do usuário, como já acontece com as recargas de celular.

Segurança

Preocupada com a segurança de seus usuários, a Yellow atende todos os requisitos previstos por lei. Seus patinetes possuem buzina, farol noturno, luz indicadora de freio, indicador de velocidade e bateria, freio motor e mecânico. É a única empresa brasileira que tem certificação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para a trava inteligente, um importante diferencial visto que o dispositivo opera por meio de bluetooth. Eles podem circular nas calçadas com até 6km/h ou nas ciclovias e ciclofaixas com velocidade máxima de 20km/h.

A velocidade máxima das bikes elétricas é de 25 km/h e os equipamentos possuem campainha, sinalização noturna dianteira, traseira e lateral e espelhos retrovisores, conforme resolução do Contran. Diferente das bicicletas comuns, o uso de capacete é obrigatório para as bicicletas elétricas.

Impacto positivo na cidade

Para garantir a melhor experiência do cidadão, preservar o ambiente urbano, apoiar boas práticas do usuário e respeitar toda a sociedade, a Yellow segue sua operação com iniciativas de manutenção, organização do espaço físico e incentivo ao uso responsável. Os ‘Guardiões Yellow’ circularão em São Paulo todos os dias da semana para mapear as bikes e os patinetes, organizá-los, redistribuí-los estrategicamente e retirá-los para manutenção quando necessário, contribuindo, assim, para a melhor distribuição e posicionamento dos equipamentos pela cidade, além de apoiar os usuários e garantir as boas práticas.

#patineteseletricos #Yellow #ebikes #Anatel #GuardioesYellow

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*