Tuberculose atinge cerca de 1,5 milhões de pessoas no mundo, aponta Organização Mundial da Saúde

Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade ressalta que existe grande possibilidade de cura se o tuberculosepaciente tiver acompanhamento médico efetivo.

A tuberculose é uma doença causada pela bactéria conhecida como Bacilo de Koch e é contagiosa. A transmissão ocorre pelo ar, em locais pouco ventilados e com aglomerações de pessoas. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) a tuberculose fez 1,5 milhão de vítimas fatais entre 9 milhões de pessoas que contraíram a doença em 2013.

Segundo o Thiago Trindade, médico e presidente da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC), embora a doença seja grave, existe grande possibilidade de cura se o paciente tiver um acompanhamento constante para identificar a doença no início dos sintomas. “O trabalho do médico de família e comunidade atende essa expectativa já que acompanha o indivíduo como um todo, não apenas tratando uma doença.”.

Os sintomas da tuberculose são peculiares aos da gripe como tosse contínua com produção de catarro acompanhado de sangue; febre; suor excessivo pela noite; indisposição e fraqueza; perda de apetite e peso. Alguns dos fatores que facilitam o surgimento da doença são: estar em ambientes suscetíveis à contração de vírus, tais como hospitais e redes de saúde em geral; ter idade avançada; predisposição genética; desnutrição; e uso de drogas ilícitas, entre outros. Portadores de HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana) têm maiores possibilidades de contrair a tuberculose, já que a imunidade se encontra em um nível muito inferior.

Para identificar a doença é necessário realizar um exame que verifica  se o bacilo está instalado no corpo. “É de grande importância identificar o mais rápido possível os doentes, pois um dos maiores reservatórios, se não o maior, da bactéria é o próprio corpo humano. Durante as duas primeiras semanas de tratamento o doente ainda pode contagiar outras pessoas, por isso é necessário que proteja a boca ao tossir ou espirrar”, orienta Trindade.

Deixe um comentário

*