Processo inovador torna a perfumaria Natura ainda mais sustentável

Protagonista no desenvolvimento da história da perfumaria nacional, a Natura traz os primeiros frascos com vidro reciclado pós-consumo do mercado brasileiro.       

sss

Novas embalagens para a perfumaria são feitas com vidro reciclado pós-consumo.

Líder do setor de cosméticos, a Natura é uma das precursoras na indústria da perfumaria nacional. Com práticas sustentáveis, a empresa contribui, ao longo dos anos, para o desenvolvimento da categoria no país. Em um novo passo, a Natura acaba de lançar as primeiras embalagens para a perfumaria feitas com vidro reciclado pós-consumo. A empresa é pioneira no Brasil ao usar o material em uma das formas mais nobres do vidro: o frasco de uma fragrância. 

humor

Natura Humor: benefício ambiental.

Os primeiros frascos contêm em média 20% de sua massa constituída por vidro reciclado pós-consumo. Natura Humor, Kaiak clássico, Essencial masculino clássico e Natura Ekos Frescor foram as primeiras marcas escolhidas para serem comercializados com as embalagens mais sustentáveis. A expectativa é que ao longo dos próximos anos o material vá sendo introduzido em outras submarcas. 

Os benefícios ambientais dessa substituição são expressivos. A incorporação de vidro reciclado nas embalagens dos perfumes reduz a emissão de CO2 em 357 toneladas/ano, o  equivalente à situação hipotética de um carro de passeio à gasolina dar 65 voltas em torno na terra (deslocamento por volta de 2,6 milhões de km). Além disso, na primeira etapa desta iniciativa foram utilizaremos aproximadamente 472 toneladas de vidro reciclado, o que evitaria o descarte de material equivalente a 1,365 milhão de garrafas (com peso de 0,345 kg cada). 

“Ousamos fazer diferente. Lançamos o primeiro refil de cosmética em 1983. Em 2007, demos início a substituição do álcool usado em nossos produtos pelo álcool orgânico. Atualmente, 100% das fragrâncias usam esta matéria-prima. Em 2009, começamos a usar o plástico verde, feito a partir de cana de açúcar e, em 2014, lançamos o primeiro refil de perfumaria com embalagem pet 100% reciclado”, afirma Alessandro Mendes, diretor de desenvolvimento de produto da Natura. 

Nova Visão de Sustentabilidade

Denise Coutinho, diretora de Perfumaria, explica que “colocamos em prática pensamentos sustentáveis que buscam gerar impactos sociais, ambientais e econômicos positivos, entregando valor para toda a nossa rede de relações. Aliar de forma prática nossa visão de sustentabilidade ao negócio é um desafio que nos motiva diariamente”. 

O uso de material reciclado pós-consumo nas embalagens é uma das metas da nova Visão de Sustentabilidade da Natura. Até 2020, um dos desafios é utilizar, no mínimo, 10% de material reciclado pós-consumo na massa total das embalagens Natura no Brasil. Apenas com a introdução do vidro reciclado pós-consumo nos frascos das suas principias linhas de perfume, nesse primeiro momento, o número atingido pela empresa mais que dobra passando de 1,2% para 2,6%. 

sss

A incorporação de vidro reciclado nas embalagens dos perfumes reduz a emissão de CO2 em 357 toneladas/ano.

Biodiversidade brasileira

A companhia deu início às pesquisas para o uso de vidro reciclado nos frascos da perfumaria em 2006. Após diversos estudos e análises, conseguiu chegar a uma solução que fosse efetiva e preservasse o acabamento final de alta qualidade das embalagens, item de relevada importância para a categoria uma vez que interfere diretamente na decisão de compra. 

Outra contribuição sustentável da Natura para a perfumaria nacional é a utilização óleos da biodiversidade brasileira na composição de suas fragrâncias, cheiros que só o Brasil tem. A companhia também é a única na América Latina a contar com uma perfumista exclusiva in house. “Hoje, temos 18 óleos essenciais da biodiversidade brasileira, como Priprioca e Breu Branco, o que garante um coração olfativo que assina todas as nossas fragrâncias e as tornam únicas no mercado”, destaca Verônica Kato, perfumista da Natura.

Deixe um comentário

*