Prêmio Nobel da Paz, ex-presidente da Costa Rica abre Simpósio do Rotary sobre Paz na 106ª Convenção Internacional do Rotary

O Dr. Arias foi premiado com o Nobel da Paz em 1987 por seu plano de acabar com as guerras civis que assolavam a América Central.

O Dr. Arias foi premiado com o Nobel da Paz em 1987 por seu plano de acabar com as guerras civis que assolavam a América Central.

Laureado com o Prêmio Nobel da Paz, o Dr. Óscar Arias fez o discurso de abertura no Simpósio Rotary sobre Paz, onde alunos e ex-alunos do programa Centros Rotary pela Paz participam de um debate sobre a construção da paz de 4 a 5 de junho no Palácio das Convenções do Anhembi: Auditório Elis Regina. Ele falou às 9h25 na quinta-feira, dia 4 de junho. 

O Dr. Arias foi premiado com o Nobel da Paz em 1987 por seu plano de acabar com as guerras civis que assolavam a América Central. Em agosto de 1987, o plano de paz foi aprovado pela Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras e Nicarágua. Ele visava estabelecer eleições livres, garantias para os direitos humanos e o fim da interferência estrangeira nos assuntos internos desses países. Dr. Arias também recebeu o Prêmio Albert Schweitzer por Humanitarismo e é curador da Economists for Peace and Security.

Também nesse evento, haverá uma palestra de Steve Killelea (às 9h20 da sexta-feira, dia 5 de junho), fundador e presidente-executivo da Integrated Research Ltd., da The Charitable Foundation e do Instituto de Economia e Paz. Killelea é um empresário talentoso no desenvolvimento de negócios de alta tecnologia. Após criar com sucesso duas empresas de software internacionais, ele decidiu dedicar grande parte do seu tempo e fortuna à paz e ao desenvolvimento sustentável.

Desde 1905, Rotary Clubs têm abraçado o chamado pela paz nos níveis da sociedade civil, abordando as causas subjacentes de conflitos e violência como fome, pobreza, doenças e analfabetismo.

“Os Rotary Clubs estão enfrentando os maiores problemas do mundo em nível local e internacional com seus muitos programas de serviço”, diz John Kenny, presidente da Fundação Rotária, o braço beneficente do Rotary International. “Nossos clubes mostram que, com dedicação e um plano sólido, pessoas comuns podem tornar o mundo um lugar melhor”.

O simpósio de dois dias reunirá mais de 80 alunos e ex-alunos do programa Centros Rotary pela Paz, uma iniciativa de estudos sobre paz que fornece a futuros líderes habilidades e ferramentas necessárias para resolver conflitos e promover a paz.

O Rotary — uma organização internacional de clubes de serviços voluntários – patrocina todos os anos até 100 bolsistas que embarcam em um a dois anos de estudos com o objetivo de conquistar diplomas de mestrado em paz e resolução de conflitos. Esses títulos são obtidos em Centros Rotary de Estudos Internacionais, localizados nas principais universidades da Inglaterra, Japão, Austrália, Suécia e Estados Unidos, incluindo:

  • Uppsala University, Suécia
  • University of Bradford, Inglaterra
  • University of Queensland, Austrália
  • International Christian University, Japão
  • Duke University e University of North Carolina at Chapel Hill, EUA

O Rotary também outorga até 50 certificados por ano em um programa de três meses sobre paz e prevenção e resolução de conflitos na Chulalongkorn University, na Tailândia, para profissionais experientes que trabalham em áreas relacionadas com a paz.

Fundado em 2002, o programa Centros Rotary pela Paz orgulha-se de seus mais de 900 formados. Pelo menos 430 ex-alunos de 97 países assumiram cargos em governos e organizações relacionadas com a paz em todo o mundo.

Bolsistas e o impacto no Brasil

Kátia Dantas, brasileira, graduada em 2009 pelo Centro Rotary pela Paz da Duke University, falará na Convenção do Rotary International (às 10h55 da segunda-feira, dia 8 de junho).  Kátia trabalha atualmente como diretora de políticas públicas para a América Latina e Caribe no Centro Internacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas (ICMEC). 

Ela foi fundamental para ampliar os esforços de envolvimento com a comunidade do ICMEC na região, através da extensa colaboração com grupos regionais, representantes do governo e organizações não governamentais. Por meio de palestras em diversos eventos regionais, nacionais e locais, ela está ajudando a aumentar a conscientização das pessoas com relação ao rapto de crianças e quanto à importância de proteger as crianças contra a exploração sexual.

SERVIÇO:

106ª Convenção Internacional do Rotary

QUANDO: de 6 a 9 de junho de 2015

ONDE: Pavilhão de Exposições, Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1209, São Paulo, SP, Brasil, CEP 02012-021)

Comments are closed.