“Patchwork Design 2017”: arte em retalhos no Centro de Convenções Frei Caneca

Feira aberta ao público especializada na técnica de trabalhos artesanais com retalhos destaca exposição internacional de artistas plásticos e realiza oficinas gratuitas. 

Quarto do filho do roqueiro.

Quarto do filho do roqueiro.

Tree - Barbara OSteen.

Tree - Barbara OSteen.

O Centro de Convenções Frei Caneca recebe, entre os dias 16 e 18 de março, na capital paulista, a “Patchwork Design 2017”, feira têxtil especializada na técnica conhecida por seus desenhos delicados que vem ganhando contornos ousados e status de arte. Com novas linguagens, o patchwork – “trabalhos com retalhos”, em português – mostra toda a moderna criatividade dos artistas plásticos – nacionais e estrangeiros - que hoje se dedicam à técnica na  “Contemporâneo – Exposição Internacional de Arte Têxtil”.
 
Composta por 70 trabalhos de 56 artistas - 46 estrangeiros e 10  brasileiros – a “Contemporâneo – ExposiçãoInternacional de Arte Têxtil” oferece aos visitantes a oportunidade de conferir peças do patchwork moderno e destaca, entre os estrangeiros, o trabalho da americana Barbara O’Steen, que estará no evento recebendo o público e falando sobre suas duas obras que participam da mostra e narram a preocupação da artista com a preservação do meio ambiente, como “Trees” – painel em 3D que reproduz em tecido o tronco de uma árvore. Os designers brasileiros participarão da exposição reunindo uma série única, com todos os trabalhos do mesmo tamanho.
 

Painel Carmem Miranda, da artista gaúcha Gigi Spinoza.

Painel Carmem Miranda, da artista gaúcha Gigi Spinoza.

“São trabalhos contemporâneos, quase todos abstratos e apresentados em galerias de arte e museus de vários países. As pessoas nem acreditam que o que estão vendo é tecido. A técnica dá liberdade ao artista de brincar à vontade, misturando cores e texturas”, conta Zeca Medeiros, curador da Exposição Internacional. O patchwork só chegou ao Brasil na década de 60, quando foi descoberto por estilistas e decoradores. Nos anos 90 a técnica ganhou força e hoje é cada vez mais reconhecido como obra de arte.
 
A “Patchwork Design 2017” apresenta também uma feira de produtos e serviços que oferece desde a matéria-prima até produtos acabados, em 70 estandes de expositores que comercializam maquinários, livros, revistas, tecidos e produtos de decoração, cama, mesa, banho e vestuário, todos usando a técnica do patchwork tradicional. Complementando o evento, serão realizadas  oficinas gratuitas para quem quer se arriscar a fazer um pequeno trabalho usando a técnica tradicional.  Serão mil vagas e as inscrições podem ser feitas no local.

Sala Patch.

SalaPatch.

“Ficamos muito orgulhosos em receber a ‘Patchwork Design’ em nosso espaço desde a sua primeira edição paulistana, em 2011, e acompanhar o sucesso crescente de um evento que transforma tradição em modernidade e artesanato em obra de arte, encantando e atraindo expositores e visitantes de todo o país e do exterior”, declara Winston Chagas, diretor do Centro de Convenções Frei Caneca.

Sobre o espaço de realização do evento, Zeca Medeiros declara: “"A ‘Patchwork Design’ escolheu o Centro de Convenções Frei Caneca por ser um espaço de importantes eventos culturais e ter uma excelente localização, reunindo praticidade, conforto, segurança , com uma estrutura moderna e ideal para abrigar o evento, que estará levando para seu público uma Exposição Internacional, oficinas gratuitas e uma feira de serviços com mais de  70 estandes de expositores da indústria têxtil. O evento conta com um público cativo, entre eles pessoas que trabalham com a técnica, simpatizantes e colecionadores de arte". 

SERVIÇO:
 
“Patchwork Design 2017”  e “Contemporâneo – Exposição Internacional de Arte Têxtil”
Data: 16 a 18 de março
Horário: 13 às 19h
Local: Centro de Convenções Frei Caneca 
Rua Frei Caneca, 569 - 5º andar, Consolação – São Paulo - SP
Entrada: R$ 24,00 inteira e R$ 12,00 meia

Sites: www.convencoesfreicaneca.com.br | http://www.bializ.com/patchworkdesign/

Deixe um comentário