Países do Mercosul se apoiam na força do turismo

Fortalecer a presença do bloco sul-americano no mercado global de viagens foi o principal tema da agenda de discussões.

Fortalecer a presença do bloco sul-americano no mercado global de viagens foi o principal tema da agenda de discussões.

Por Deborah de Salles – MTur/ASCOM

O ministro do Turismo, Henrique Alves, participou da XV Reunião de Ministros do Turismo do Mercosul, nesta terça-feira (16), em Foz do Iguaçu (PR), com o objetivo de debater estratégias para desenvolver oturismo nos países que compõe o bloco sul-americano. Entre as propostas destacam-se a harmonização das estatísticas, os avanços na criação do fundo de promoção turística do Mercosul e a promoção conjunta de destinos em mercados distantes. 

De acordo com Alves, o fórum é a instância ideal para que os países concentrem as propostas e, por meio do turismo, avancem no processo de integração social, política e econômica do bloco. “O potencial turístico de Foz do Iguaçu, por exemplo, é uma ferramenta para enfrentarmos os desafios que se colocam para os países do Mercosul”, afirmou. Alves lembrou ainda que o turismo é uma das atividades econômicas mais importantes do mundo, representando 9% do PIB global e contribuindo, representativamente, com os empregos e renda da população.

Entre os pontos debatidos estão o reforço do escritório de promoção turística do Mercosul no Japão e as propostas de roteiros integrados, fundamentais para estimular o aumento do fluxo de pessoas entre os países da Argentina, da Venezuela, do Paraguai, do Uruguai e do Chile.

Para o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, o momento é propício para investir na tecnologia, para que se crie um canal para a educação e a capacitação a distância. “Os agentes de viagem no Japão podem, por meio de uma plataforma de relacionamento virtual, conhecer os destinos, produtos e serviços oferecidos aos turistas que desejam conhecer os países do Mercosul”, disse. Outra decisão acordada entre os membros da reunião é a análise das consequências dos sistemas de comercialização do turismo on-line nos mercados do Mercosul e suas consequências no sistema tributário.

O encontro teve a presença dos cinco representantes do Turismo no bloco de países sul-americanos: Carlos Enrique Meyer (Argentina), Marcela Bacigalupo (Paraguai), Benjamin Liberoff (Uruguai), Emílio Álvarez (Venezuela) e Javiera Montes Cruz (Chile). Ao final, todos assinaram a ata do encontro assumindo os compromissos para o fortalecimento integrado nas regiões.

Itaipu

O superintendente de comunicação de Itaipu, Gilmar Piolla, apresentou um projeto que será feito com a consultoria internacional da Arup. O objetivo é fortalecer turismo em Foz do Iguaçu, por meio da pesca esportiva no Lago de Itaipu; da criação do Caminho do Sol, um roteiro multiuso que trará ao turista a oportunidade da prática do turismo religioso, do cicloturismo e ecoturismo; além da construção de um polo de águas termais em Itaipulândia.

Outra proposta é a revitalização da ponte internacional da Amizade, das praças de Foz do Iguaçu e de uma marina que ligará o Rio Iguaçu às Cataratas. Essas medidas contribuirão para integrar a Tríplice Fronteira, composta por Foz do Iguaçu e as cidades de Puerto Iguassu (Argentina) e Cidade del Este (Paraguai). 

Comments are closed.