O poeta Ferreira Gullar e o artista plástico Nelson Leirner são destaques da Revista Curta! do domingo, 13

A poesia nasce do espanto. Ferreira Gullar é uma das atrações da Revista Curta!

“A poesia nasce do espanto.” Ferreira Gullar é uma das atrações da Revista Curta!

Em entrevista, que será exibida na revista Curta! no domingo, 13, às 20h, o poeta Ferreira Gullar comenta sobre seu trabalho e lançamento de seu novo livro “Autobiografia poética e outros textos” , no qual conta a relação intrínseca entre o nascimento de seus versos e suas experiências de vida. “A poesia nasce do espanto” dispara. “Esse livro é uma espécie de revisitação dos momentos em que eu mais intensamente vivi a minha experiência poética. Como, por exemplo, quando eu escrevi a “Luta Corporal”, especialmente os poemas finais da “Luta Corporal” onde eu desintegro a linguagem contra a minha vontade”, relembra em https://www.youtube.com/watch?v=GomizOdZGo0

Outro destaque é o artista plástico Nelson Leirner que analisa seu trabalho “Tradução”, exposto na Galeria Vermelho, em São Paulo. Segundo ele, se viu em uma armadilha intelectual ao notar que seus trabalhos com materiais baratos, reinterpretando obras de artistas como Leonardo da Vinci, Henri Matisse, Diego Velázquez e Lucio Fontana, estão em uma montagem impecável numa galeria comercial. “Essa exposição foi extremamente bem montada, bem pensada, bem conceituada e ela me coloca novamente em xeque em alguns pensamentos que eu já tinha esquecido… Me vejo como um colecionar. Eu fico colecionando as coisas, os objetos. Eu pego um Velasquez e encho de adesivos. Essa é minha intenção, tirar a áurea da arte. Então ao ver meu trabalho, você tem que pensar que tem que olhar com outros olhos a tudo que você vê. Não somente a arte”, ressalta Leirner na matéria diponível em https://www.youtube.com/watch?v=CZcY2dnYC68

Comments are closed.