No Carnaval, a maquiagem exige cuidados na pele das crianças

Descubra se criança pode ou não pode usar maquiagem e como deve ser feita.

Descubra se criança pode ou não pode usar maquiagem e como deve ser feita.

Cada vez mais as meninas, ainda pequeninas, adquirem o hábito de usar maquiagem. Porém, o que antes era mais uma brincadeira, agora se tornou uma vaidade “perigosa”. Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), o Brasil é o segundo colocado no ranking mundial de consumo de cosméticospelo público infantil.  

Principalmente nessa época de Carnaval, as crianças querem extravasar, usar fantasias e maquiagens exageradas para participarem dos bailes e festinhas. “É importante os pais ficarem atentos porque uma alergia na pele de uma criança pode não aparecer de imediato, mas com o decorrer do tempo, a pele vai absorver essas substâncias e as alergias aparecem mais tarde até mesmo com o uso de outros produtos”, explica a dermatologista Ligia Kogos. A pele da criança é mais sensível, e por isso, absorve essas substâncias de uma forma mais agressiva. A maquiagem pode ainda causar uma oleosidade excessiva, acne precoce e dermatites de contato, pois a pele da criança ainda está em transformação até a fase adulta. 

O conselho da especialista é que ela use produtos voltados para o público infantil, sempre aprovados pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que tenha passado por um rigoroso processo, ou seja, o ideal é que a criança nunca use a maquiagem da mãe. “Ainda assim, o uso da maquiagem infantil não deve ser freqüente e é muito importante ficarmos atentos a remoção da maquiagem depois de usar, dando preferência para demaquilantes sem álcool em sua composição”, completa a dermatologista.

Deixe um comentário

*