Nesta quarta, 13, é dia de saber mais sobre a sepse

Dezessete  cidades brasileiras participam da Campanha Nacional.

A síndrome que mata mais 270 mil brasileiros todos os anos.

Na quarta-feira (13.09), das 8 às 15 horas profissionais de saúde estarão em locais de grande circulação (rodoviárias, metrô e aeroportos) de 17 cidades brasileira para responder à população sobre sepse, a síndrome que mata mais de 270 mil brasileiros todos os anos.  O objetivo da ação, que acontecerá em 17 cidades brasileiras, tem como objetivo esclarecer à população.

O Brasil tem uma das taxas de mortalidade e morbidade mais altas do mundo. Estima-se que sejam registrados cerca de 670 mil casos por ano, sendo que cerca de 55% desses vão a óbito. Atualmente, a sepse mata mais do infarto do miocárdio e câncer.

“O conhecimento do público brasileiro sobre a síndrome ainda é bastante restrito. Campanhas de esclarecimento envolvendo sociedades médicas e imprensa para o público geral devem ser realizadas para minimizar o problema, porque o reconhecimento precoce e a busca imediata de auxílio médico podem impactar e ajudar a diminuir a elevada mortalidade por sepse em nosso país”, disse Dr. Luciano Azevedo, presidente do Instituto Latino Americano de Sepse (ILAS). O ILAS promove anualmente a Campanha de Conscientização sobre a Sepse. Esse ano o mote será Pense, pode ser sepse?

O Dr. Luciano Azevedo reforça, ainda, que o reconhecimento precoce por parte dos profissionais de saúde também é importante e é a chave para o tratamento adequado, que, quando realizado nas primeiras seis horas tem clara implicação no prognóstico.  “Medidas simples, como a realização de alguns exames específicos na primeira hora e alguns procedimentos importantes podem salvar vidas”, enfatiza o especialista.

Cidades participantes: São Paulo, Rio de Janeiro, Posto Alegre, Belo Horizonte, Salvador, Brasília, Campo Grande, Vitória, Palmas, Blumenau, Curitiba, Goiânia, João Pessoa, Maceió, Manaus, São Luís e Teresina.

FONTE: Dr. Luciano Azevedo – presidente do ILAS. Professor livre-docente da Disciplina de Emergências Clinicas do hospital das Clinicas da USP e pesquisador do Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa.

SERVIÇO:

Saiba mais sobre a sepse no site www.diamundialdasepse.com.br

HASHTAGS: #Sepse | #DiaMundialdaSepse | # InstitutoLatinoAmericanodeSepse | #ILAS | #DrLucianoAzevedo

Deixe um comentário

*