Modelos híbridos da Anacom enriquecem educação na Colômbia

Parceria com entidade de ensino ligada ao governo do país vem aproximando estudantes do que há de mais moderno em tecnologia automobilística.

Parceria com entidade de ensino ligada ao governo do país vem aproximando estudantes do que há de mais moderno em tecnologia automobilística.


Entre as parcerias de sucesso da Anacom, uma das principais distribuidoras de produtos para desenvolvimento tecnológico do país, destaca-se o acordo firmado com a instituição colombiana Centro de Diseño Tecnológico (CDT), à qual foram fornecidos veículos híbridos da companhia sul-coreana YES01 desenvolvidos especialmente para o setor acadêmico e que vêm contribuindo com a aprendizagem de milhares de alunos.

O CDT é uma entidade ligada ao Serviço Nacional de Aprendizagem (SENA), órgão ligado ao Ministério do Trabalho criado para fomentar o ensino técnico em todo o país. Pelo acordo firmado com a Anacom, a instituição adquiriu os modelos desenvolvidos para que os alunos possam esmiuçar o funcionamento de uma tecnologia de ponta de forma prática e fácil, agregando mais valor ao sistema de ensino. Além do mais, por serem híbridos (funcionam com gasolina e energia elétrica), os veículos alinham os estudantes ao que há de mais moderno em termos de indústria automobilística e sustentabilidade.

Entre os destaques está o YESA-4003, um modelo que permite o estudo aprofundado de um veículo elétrico completo, contando inclusive com transmissão automática e sensor de velocidade. Já o YESA-3501G, por sua vez, é um simulador completo de motor, que possui sistema de resfriamento, escapamento e outros atributos que garantem aos alunos a chance de fazer treinamento teórico e experimentos diversos.

“Ao todo, quatro modelos da YES01 foram disponibilizados aos estudantes colombianos, que terão nas salas de aula a oportunidade de detalhar a fundo uma tecnologia que vem ganhando cada vez mais espaço no mercado”, explica Carlos E. Lion, CEO, da Anacom. “Ficamos muito felizes por saber que estamos contribuindo com o fomento da educação de qualidade em nossos vizinhos sul-americanos”, diz.

Deixe um comentário

*