Mais de 100 mil smartphones CCE/Lenovo vendidos durante o Black Friday

imagem_release_331354

Os principais canais de venda foram os grandes varejistas físicos e online.

Estima-se que a BlackFriday 2014 tenha movimentado o consumo nacional em mais de R$1 Bi, o que significa um crescimento considerável em comparação com o ano passado.

Mesmo com muitas reclamações, este ano a data se destacou porque grandes varejistas cumpriram o que prometeram e entregaram ao consumidor produtos com descontos reais, como foi o caso do celular SK 352 da CCE/Lenovo que custa cerca de R$249 e, durante o período da BlackFriday chegou a custar até R$169, em algumas grandes redes de varejo.

Ao todo, a Brightstar /CCE/Lenovo colocaram no mercado cerca de 100 mil peças, para abastecer apenas o período de descontos.

Como toda grande ação que envolva o consumo coletivo e o varejo é preciso um período de maturação e, segundo análise de especialistas, os comerciantes brasileiros finalmente entenderam o propósito da BlackFriday e vem se preparando de uma forma diferente, dividindo os descontos oferecidos ao consumidor com os fabricantes e distribuidores, por exemplo.

Negociação exclusiva

A Brightstar que é distribuidora de diversas marcas de celulares, desenvolveu uma negociação de 100 mil peças com a CCE/Lenovo do smartphone SK 352 – aparelho que a Brightstar tem exclusividade na distribuição – para disponibilizar as peças ao varejo, focando na sexta-feira mais aguardada do ano pelos consumidores.

“Foi uma ação de três pontas. A CCE/Lenovo nos proporcionou uma possibilidade de negociação com o varejo focando na BlackFriday, eles assumiram uma parte do desconto, a Brightstar outra parte e o canal de venda do varejo estabeleceu sua margem de desconto de acordo com o perfil de público e quem ganhou foi o consumidor, que conseguiu adquirir um smartphone com tecnologia compatível a de celulares de R$300, por menos de R$200”, explica o diretor comercial da Brightstar Rafael Scorbaioli.

O balanço oficial de vendas pós BlackFriday ainda não foi totalmente compilado, mas a estimativa é que o estoque estipulado para a ação comercial tenha se esgotado, o que garante que ano que vem a ação vai se repetir, “Para 2015 vamos buscar ainda mais descontos, consumidor satisfeito é a nossa maior motivação de venda”, finaliza Rafael.  

Deixe um comentário

*