Macapá comemora 257 anos com esporte e artesanato

Comemoração de aniversário vai até o dia 8 de fevereiro. Ministério do Turismo investiu R$ 10,8 milhões na capital nos últimos quatros anos. 

Comemoração vai até o dia 8 de fevereiro. Ministério do Turismo investiu R$ 10,8 milhões na capital nos últimos quatros anos.

A única capital brasileira cortada pela linha do Equador completa 257 anos na próxima quarta-feira, dia 4 de fevereiro. Entre as comemorações de aniversário estão uma pescaria aberta ao público e uma feira de artesanato na Praça Floriano Peixoto, um dos principais cartões postais da cidade. Durante a comemoração, o Centro de Artes e Esportes Unificados de Macapá sediará torneios esportivos, exibirá filmes e terá a presença de contadores de histórias, além de serviços de corte de cabelo e apresentações artísticas. 

Nos últimos quatro anos, Ministério do Turismo investiu R$ 10,8 milhões na capital amapaense para a construção, revitalização e aprimoramento da infraestrutura turística da cidade. Entre as obras entregues nesse período destacam-se a revitalização do Complexo Beira-Rio e a recuperação de calçamento na Praça Jaci Barata Jucá. 

Macapá é banhada pelo rio Amazonas, o maior rio do mundo, e atrai moradores e turistas devido à biodiversidade e belas paisagens. Localizada a 15 minutos da capital, a área de preservação ambiental em Curiaú é uma boa pedida para quem deseja conhecer os costumes de uma comunidade quilombola, que mantém vivos costumes de seus antepassados, como a dança típica Maracaibo e a produção da Gengibirra, bebida alcoólica feita com gengibre. 

No centro da capital, a Fortaleza de São José de Macapá, maior fortificação construída na época da colonização portuguesa, atrai moradores e turistas com seus cômodos e paredões que são um patrimônio histórico tombado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, Unesco. Também chama a atenção a gastronomia macapaense, fortemente influenciada pelo rio Amazonas, que inclui mariscos, peixes de água doce e açaí, ingrediente tradicional das receitas amapaenses.  

Deixe um comentário

*