Instituto Consulado da Mulher ganha novo posicionamento de marca

Ação social da Consul está mais próxima e alinhada à marca mãe.

Ação social da Consul está mais próxima e alinhada à marca mãe.

Consul e Instituto Consulado da Mulher: o que esses nomes têm em comum? Há mais de 12 anos, a trajetória do Consulado da Mulher, ação social da Consul, se confunde com as histórias de sucesso de mais de 32 mil empreendedoras no Brasil. A partir de agora, as duas marcas estão ainda mais próximas, com um novo posicionamento que inclui nova identidade visual e arquitetura de marca. 

“Apostar em sonhos que fazem a diferença é uma das causas da Consul. Por isso, o Consulado da Mulher é parte da marca. É a Consul transformando os sonhos em realidade, apostando na vontade das pessoas, que quando estão bem acompanhadas e assessoradas não têm limites para fazer mais”, diz Nathalie Tessier, vice-presidente de Marketing da Whirlpool Latin America, dona das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid. 

Para reforçar a sintonia com sua marca mãe e conectar-se melhor com seu público, o Instituto Consulado da Mulher ganha uma nova identidade visual. Com objetivo de apoiar o novo posicionamento da marca, a logomarca desenvolvida pela Interbrand, consultoria de Branding, traz a de forma clara a conexão entre estas duas marcas. 

A nova logomarca traz o “C” verde da marca Consul, que juntamente à outra metade rosa, forma a imagem que melhor traduz o amor e a união: o coração, em alusão ao universo feminino e todo o afeto e cuidado que o Instituto tem com estas mulheres. Com traços mais arredondados, a valorização das duas cores características do projeto é o que está mais evidente na nova marca. “Construímos uma identidade visual e verbal que traz a mulher assessorada para uma conversa próxima por meio do uso de ícones, cores e um estilo fotográfico baseado nas situações cotidianas, assim como o Instituto Consulado da Mulher e a própria Consul se posicionam”, explica Beto Almeida, diretor executivo da Interbrand. 

Identificação de oportunidades

Presente em 17 Estados do País e 55 municípios, o Consulado da Mulher assessora 122 empreendimentos populares, beneficiando diretamente 6.550 mulheres e suas famílias. Desde a sua fundação em 2002, o Instituto já beneficiou 32,8 mil pessoas em todo o Brasil. Por meio de assessoria técnica a mulheres em vulnerabilidade social e econômica, o Consulado da Mulher atua para identificar oportunidades de geração de trabalho e renda e desenvolve uma atividade empreendedora que permita melhores condições financeiras e de vida a elas e suas famílias. Elas recebem capacitação, cursos técnicos e doação de eletrodomésticos da Consul como meio de produção. Com conhecimento e mais confiantes, elas podem aumentar a renda, sair da informalidade, ampliar seus negócios e ajudar no sustento suas famílias. 

“Incentivamos e viabilizamos a geração de renda para melhorar a qualidade de vida. Para isso, investimos nas mulheres. Assim, vamos a todos os cantos do Brasil para apoiar empreendimentos populares, articular parcerias e catalisar ideias. É com essa disposição que assumimos a responsabilidade de transformar vontades em verdades e construímos histórias a partir do que acreditamos”, define Nathalie.

Deixe um comentário

*