Evite gafes culturais em suas viagens ao exterior, seja ela a turismo ou negócios

Conheça os hábitos do país e evite gafes culturais em viagens internacionais. Mas caso cometa alguma, saiba como lidar com a situação.

Conheça os hábitos do país para evitar mancadas. Mas caso cometa alguma, saiba como lidar com a situação.

Em viagens internacionais, é sempre prudente conhecer previamente alguns comportamentos e hábitos do país, já que eles podem ter significados bem diferentes dos do Brasil e causarem situações constrangedoras ou problemas maiores.  

Na Hungria, jamais proponha um brinde em que se faça “tin-tin” com  os copos. Isso é uma terrível afronta! Na Inglaterra, não faça visitas a amigos ou colegas de trabalho na hora das refeições. Além de ser mal-educado, você não será convidado para se sentar à mesa com eles. Já no Japão, nunca dê relógios de presente. Para os japoneses, eles simbolizam a morte. 

“É importante ter autocontrole e se desculpar imediatamente com o anfitrião. Leve o deslize na brincadeira e se a situação permitir, por que não comentar sobre os hábitos no Brasil?”, indica Adriana Calixto, consultora da  Life Organized. Outra dica da consultoria é pesquisar os hábitos culturais de um país antes de viajar. 

Gafes culturais em ambientes corporativos são até mais importantes do que quando acontecem em ambientes informais. Por isso, se a viagem de turismo for precedida por uma viagem de negócios, a atenção deve ser redobrada. A tradicional rede de escolas Berlitz leva tão a sério estas diferenças culturais e comportamentais entre os países que seus alunos fazem um teste chamado Cultural Navigator antes de embarcarem. O teste ajuda a medir a adaptação cultural deles ao país de destino. De acordo com os resultados, os executivos chegam a passar por aulas para conhecer com mais profundidade os hábitos e costumes corporativos. Qualquer erro pode custar, mais do que apenas embaraços, emprego deles.

Deixe um comentário

*